sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Cerca de 8 mil migrantes bloqueados na fronteira entre a Grécia e a Macedónia

Cerca de 8.000 migrantes estão bloqueados na fronteira entre Grécia e Macedónia e no principal porto grego, o que levou Atenas a anunciar diligências diplomáticas junto de Skopje, que na sexta-feira encerrou a fronteira a refugiados afegãos.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Yannis Behrakis / Reuters

"Iniciámos ações diplomáticas, pensamos que o problema vai ser resolvido", disse o ministro-adjunto do Interior para as Migrações, Ioannis Mouzalas, ao canal do parlamento grego, sem precisar que passos foram tomados.

Segundo a polícia, cerca de 5.000 refugiados e migrantes estão bloqueados no posto de Idomeni, na fronteira com a Macedónia, e outros 3.000 no porto de Pireu.

"Não esperamos uma solução diplomática hoje", disse uma fonte governamental à agência France Presse, acrescentando que as autoridades vão tentar instalar os afegãos nas estruturas existentes.

O bloqueio do fluxo migratório para os países da Europa central e do norte, que até agora permitia a passagem de sírios, iraquianos e afegãos, ocorre depois de a Áustria ter decidido limitar a 80 o número de pedidos de asilo aceites por dia e a 3.200 as pessoas autorizadas a passar a fronteira.

"Se Áustria fecha as suas fronteiras haverá um efeito dominó" na rota que atravessa os países dos Balcãs, afirmou a fonte governamental.

As ilhas gregas continuam a ser a principal porta de entrada dos migrantes na Europa. Depois de registados nas ilhas, os migrantes deslocam-se para o Pireu, grande porto de Atenas, onde apanham o transporte viário até Idomeni, onde saem de território grego com destino sobretudo à Alemanha e países escandinavos.

O ministro do Interior alemão, Thomas de Maizière, criticou no domingo "a inaceitável" decisão da Áustria, que convocou uma míni-cimeira sobre migrações com os líderes dos países balcânicos para quarta-feira.

"Não funcionará se alguns países pensarem que podem resolver o problema colocando peso extra nas costas da Alemanha", disse o ministro alemão, acrescentando que vai levantar a questão na próxima reunião de ministros do Interior da União Europeia (UE) na quinta-feira.

Lusa

  • Marcelo condecora hoje Francisco Sá Carneiro a título póstumo
    0:55

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa vai condecorar hoje Francisco Sá Carneiro, a título póstumo. A cerimónia será incluída nas celebrações do 25 de Abril. Também a título póstumo, o Presidente da República vai ainda homenagear o antigo bispo do Porto D. António Ferreira Gomes. As condecorações têm lugar esta tarde no Palácio de Belém para onde já estava marcada a condecoração do arquiteto Siza Vieira. Todos, diz Marcelo, são figuras ligadas à liberdade e democracia.

  • A fuga dos PIDES
    20:08
  • Desconhecem-se as causas do incêndio na fábrica da Tratolixo
    0:43

    País

    Os moradores de Trajouce, em São Domingos de Rana, não ganharam para o susto com um incêndio nas instalações da empresa de resíduos Tratolixo.O alerta foi dado por populares e trabalhadores da empresa. O vento foi o maior problema dos bombeiros no combate às chamas durante a noite. No local estiveram 133 homens, apoiados por 51 viaturas.Desconhecem-se para já as causas do incêndio. O incêndio foi circunscrito de madrugada, mas pode demorar algumas horas a ser dominado.

  • Duas execução no mesmo dia pela primeira vez em 17 anos nos EUA

    Mundo

    O estado norte-americano do Arkansas (sul) executou, na noite de segunda-feira, dois condenados à morte, o que sucede pela primeira vez em 17 anos no país, anunciou a procuradora-geral daquele estado. Jack Jones e Marcel Williams, condenados separadamente na década de 1990 à pena capital por violação e assassínio, receberam uma injeção letal depois de diferentes tribunais terem rejeitado os respetivos recursos, afirmou Leslie Rutledge, em comunicado.