sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Cerca de 8 mil migrantes bloqueados na fronteira entre a Grécia e a Macedónia

Cerca de 8.000 migrantes estão bloqueados na fronteira entre Grécia e Macedónia e no principal porto grego, o que levou Atenas a anunciar diligências diplomáticas junto de Skopje, que na sexta-feira encerrou a fronteira a refugiados afegãos.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Yannis Behrakis / Reuters

"Iniciámos ações diplomáticas, pensamos que o problema vai ser resolvido", disse o ministro-adjunto do Interior para as Migrações, Ioannis Mouzalas, ao canal do parlamento grego, sem precisar que passos foram tomados.

Segundo a polícia, cerca de 5.000 refugiados e migrantes estão bloqueados no posto de Idomeni, na fronteira com a Macedónia, e outros 3.000 no porto de Pireu.

"Não esperamos uma solução diplomática hoje", disse uma fonte governamental à agência France Presse, acrescentando que as autoridades vão tentar instalar os afegãos nas estruturas existentes.

O bloqueio do fluxo migratório para os países da Europa central e do norte, que até agora permitia a passagem de sírios, iraquianos e afegãos, ocorre depois de a Áustria ter decidido limitar a 80 o número de pedidos de asilo aceites por dia e a 3.200 as pessoas autorizadas a passar a fronteira.

"Se Áustria fecha as suas fronteiras haverá um efeito dominó" na rota que atravessa os países dos Balcãs, afirmou a fonte governamental.

As ilhas gregas continuam a ser a principal porta de entrada dos migrantes na Europa. Depois de registados nas ilhas, os migrantes deslocam-se para o Pireu, grande porto de Atenas, onde apanham o transporte viário até Idomeni, onde saem de território grego com destino sobretudo à Alemanha e países escandinavos.

O ministro do Interior alemão, Thomas de Maizière, criticou no domingo "a inaceitável" decisão da Áustria, que convocou uma míni-cimeira sobre migrações com os líderes dos países balcânicos para quarta-feira.

"Não funcionará se alguns países pensarem que podem resolver o problema colocando peso extra nas costas da Alemanha", disse o ministro alemão, acrescentando que vai levantar a questão na próxima reunião de ministros do Interior da União Europeia (UE) na quinta-feira.

Lusa

  • Marcelo de volta a casa após diagnóstico de gastroenterite aguda
    3:37
  • "Todas as decisões que tomei foi sempre a pensar no Sporting primeiro"
    2:08
  • Saransk tanto anseia por Ronaldo que até lhe fizeram um vídeo e uma música
    3:07
  • Portugal quer atrair imigrantes
    1:28

    País

    O Governo prepara-se para regularizar a situação de 30 mil imigrantes ilegais que vivem em Portugal. De acordo com a edição deste sábado do semanário Expresso, o Executivo pretende também abrir portas a 75 mil novos imigrantes por ano.