sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Ban Ki-Moon preocupado com restrições na passagem nos Balcãs

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-Moon, expressou hoje preocupação com o aumento das restrições à passagem de migrantes nas fronteiras dos Balcãs, sublinhando que é contrária à Convenção Internacional dos Refugiados.

© Brendan McDermid / Reuters

As regras nas fronteiras da Áustria, Eslovénia, Croácia, Sérvia e Macedónia "não estão em conformidade" com a convenção de 1951, "porque a determinação individual do estatuto de refugiado e a avaliação das necessidades de proteção individual não são possíveis", afirmou o porta-voz da ONU, Stephane Dujarric.

A Eslovénia, Croácia e Sérvia afirmaram hoje que vão restringir o número de entrada de migrantes no seu território a 580 por dia.

Aquele anúncio ocorre depois de a Áustria ter anunciado a semana passada que só vai aceitar 80 pedidos de asilo por dia e deixar passar diariamente 3.200 migrantes.

O número de requerentes de asilo que entram na Grécia a partir da Turquia continua sem diminuir e os encerramentos de fronteiras ao longo da rota dos Balcãs "estão a criar uma situação difícil à Grécia", acrescentou.

Ban Ki-Moon está "plenamente consciente das pressões sentidas por muitos países europeus durante a crise migratória", disse Stephane Dujarric.

"Contudo, pede a todos os países para manterem as suas fronteiras abertas e para agirem com espírito de responsabilidade, partilha e solidariedade, incluindo através do aumento dos serviços legais disponibilizados para os migrantes terem acesso ao asilo.

Cerca de 120.000 migrantes já chegaram este ano à Europa, segundo a agência da ONU para os Refugiados.

Lusa

  • "Cada drama, cada problema, cada testemunho, impressiona muito"
    1:55
  • Clínica veterinária em Tondela recebeu dezenas de animais feridos nos fogos
    2:57
  • Temperaturas sobem até ao final do mês
    1:09

    País

    O tempo não dá tréguas e, até ao final do mês, as temperaturas vão atingir valores acima do normal para esta época do ano. As temperaturas máximas vão subir entre os 25 e os 32 graus. O risco de incêndio aumenta a partir desta segunda-feira em todo o país e os meios aéreos, viaturas, operacionais e equipas de patrulha vão ser reforçados.

  • Maioria das praias do Algarve já não tem nadador-salvador
    2:19

    País

    A lei não obrigada os concessionários a garantir o serviço e, por isso, a esmagadora maioria das praias do Algarve está sem vigilância desde 30 de setembro. Ainda assim, os areais vão atraindo milhares de banhistas com as temperaturas altas que ainda se fazem sentir. Um nadador-salvador recomenda os banhistas a não nadar e, em dias de ondulação, evitar caminhadas à beira-mar.

  • Parlamento catalão vai responder à ativação do artigo 155
    1:54
  • A história por detrás da fotografia que correu (e impressionou) o Mundo

    Mundo

    Depois dos incêndios da semana passada na Galiza, começou a circular na internet e nas redes sociais a imagem de uma cadela que alegadamente levava a sua cria carbonizada na boca. Contudo, a cadela é na verdade macho e chama-se Jacki. Esta é a história do cão que passou os dias após os fogos a recolher animais mortos para os enterrar num campo perto de uma igreja, em Coruxo, Vigo.

    SIC

  • Quando o cão de Macron fez chichi no gabinete do Presidente francês
    0:31