sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Bélgica intercetou 224 migrantes na quinta-feira na fronteira com a França

O Ministério do Interior belga informou hoje terem sido intercetados 224 migrantes, na quinta-feira, na fronteira com a França, na sequência do aumento de controlos para bloquear chegadas desde as áreas francesas de Calais ou Dunquerque.

(arquivo)

(arquivo)

© Yannis Behrakis / Reuters (Arquivo)

Com a mobilização de 250 a 290 polícias, o ministério informou terem sido intercetados nos controlos instalados na zona da Flandres Ocidental 224 pessoas, enquanto no dia anterior tinham sido 102 e na terça-feira 32.

Segundo o ministério, citado pela agência noticiosa Belga, a utilização de um helicóptero permitiu detetar um grupo de 40 pessoas.

O governo belga decidiu reforçar o controlo na fronteira para prevenir a formação de acampamentos de migrantes e refugiados que pretendem viajar para a Grã-Bretanha, à semelhança de Calais, onde está a ser desmantelada parte da denominada "selva".

Cerca de 4.000 migrantes, oriundos sobretudo da África subsaariana, vivem em condições muito precárias no campo, à espera de uma oportunidade para atravessar clandestinamente o Canal de Mancha e chegar ao Reino Unido.

Segundo a prefeitura de Calais, o despejo afeta "800 a 1.000" pessoas, mas a organização britânica Help Refugees aponta para "3.450 pessoas, entre as quais 300 menores desacompanhados".

Os migrantes afetados terão de se mudar para um centro de acolhimento provisório aberto em janeiro na parte norte da "selva" ou para outros centros de acolhimento noutras localidades de França.

Segundo representantes de várias organizações de apoio aos migrantes, estas soluções "não são suficientes" porque não há lugar para todos.

Lusa

  • Família Aveiro na inauguração do Aeroporto Cristiano Ronaldo
    2:34

    País

    A decisão de dar o nome de Cristiano Ronaldo ao aeroporto da Madeira divide opiniões. Contudo, na cerimónia de inauguração desta quarta-feira só se ouviram aplausos. Os madeirenses juntaram-se à porta do aeroporto para ver e receber o melhor jogador do mundo. Também a família do jogador esteve na Madeira para apoiar Ronaldo.

  • A (polémica) mudança de nome do aeroporto da Madeira
    2:00

    País

    O aeroporto da Madeira é desde esta quarta-feira aeroporto Cristiano Ronaldo. O Presidente da República e o primeiro-ministro estiveram juntos na homenagem ao futebolista. A alteração não é consensual entre os madeirenses.

  • O busto de Ronaldo que virou piada no mundo inteiro
    2:04

    País

    No dia em que foi formalizado o novo nome do aeroporto da Madeira, foi também conhecido o busto em bronze de Cristiano Ronaldo e que, desde logo, começou a provocar reações em todo o mundo. As críticas da imprensa internacional não são propriamente positivas e a internet aproveitou para dar contornos humorísticos à criação.

  • "Não há razão para fingirmos que hoje é um dia feliz"
    1:55

    Brexit

    Depois de receber esta quarta-feira a notificação do Brexit, o presidente do Conselho Europeu antecipou negociações difíceis. Donald Tusk diz que agora é preciso minimizar os prejuízos para os cidadãos europeus e para as empresas.

  • "Não há recuo possível"
    2:30

    Brexit

    O processo de saída do Reino Unido da União Europeia começou esta quarta-feira, com a ativação do artigo 50.º do Tratado de Lisboa. A notificação de Theresa May foi feita por carta a Donald Tusk e a primeira-ministra disse que não recuo possível. O processo de negociações levará dois anos e a saída do Reino Unido da União Europeia ficará concluída em 2019.