sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Polícia Marítima resgata 45 migrantes no Mar Egeu

A equipa da Polícia Marítima, em missão na ilha grega de Lesbos, resgatou 45 migrantes que realizavam a travessia num barco, entre a Turquia e a Grécia, indicou hoje a Autoridade Marítima Nacional (AMN).

(Arquivo/Reuters)

(Arquivo/Reuters)

© Giorgos Moutafis / Reuters

Durante uma patrulha, a equipa da Polícia Marítima (PM) localizou, na quinta-feira, um barco que se dirigia para a ilha de Lesbos e estava sobrelotado, com a maioria das pessoas a bordo sem colete salva-vidas, adianta a AMN, em comunicado.

Segundo a AMN, a patrulha portuguesa mandou parar o barco e recolheu os 45 migrantes a bordo, para os entregar às autoridades gregas e aos elementos da agência de controlo de fronteiras europeia FRONTEX que realizam o controlo de refugiados e migrantes.

Durante o trajeto até terra, os elementos da PM distribuíram águas e garantiu que todos os migrantes se encontravam bem.

No total, a PM resgatou 45 migrantes, dos quais 12 eram crianças, 11 mulheres e 22 homens.

Uma equipa da Polícia Marítima está no Mar Egeu, na Grécia, desde 01 de outubro do ano passado, no âmbito de uma operação da Agência Europeia da Gestão da Cooperação Operacional nas Fronteiras Externas dos Estados-Membros da União Europeia (Frontex).

A operação, denominada "Poseidon Sea 2015", tem "o objetivo de cooperar no controlo e vigilância das fronteiras marítimas gregas e no combate ao crime transfronteiriço".

Segundo a AMN, a patrulha portuguesa resgatou, até ao momento, 2.530 migrantes e refugiados, 649 dos quais bebés e crianças.

A missão da Polícia Marítima no mar Egeu, de apoio à guarda-costeira grega, termina a 30 de setembro deste ano.

Lusa

  • Celebridades protestam contra Donald Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Encontrados dez sobreviventes no hotel engolido por um avalanche em Itália
    1:44
  • Videoclipe mostra mulheres a fazer tudo o que é proibido na Arábia Saudita
    1:55

    Mundo

    Um grupo de mulheres canta, dança e faz outras coisas proibidas na Arábia Saudita como forma de protesto. O vídeo é uma crítica social à forma como as mulheres islâmicas são tratadas pelos maridos. Na letra constam frases como "Faz com que os homens desapareçam da terra" e "Eles provocam-nos doenças psicológicas". A ideia partiu de um homem, Majed al-Esa e já conta com 5 milhões de visualizações.

    Patrícia Almeida