sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Quase 900 refugiados foram recolocados, afirma Comissão Europeia

A Comissão Europeia anunciou hoje que foram recolocados 884 refugiados, a partir da Grécia e da Itália, ao abrigo do mecanismo europeu de recolocação, segundo o qual 160 mil pessoas devem ser acolhidas no espaço comunitário durante dois anos.

© Alexandros Avramidis / Reuter

No balanço divulgado hoje, Bruxelas indicou que Portugal recebeu 149 pessoas, 45 vindos de Itália e 84 provenientes dos registos efetuados na Grécia.

Os mesmos registos indicam a disponibilidade imediata das autoridades portuguesas em receberem 1.642 candidatos a proteção internacional, num compromisso de cerca de 4.500.

No total, Lisboa disponibilizou-se para receber cerca de 10 mil pessoas, depois de contactos feitos pelo Governo com alguns dos países sob maior pressão com a crise migratória: Alemanha, Áustria, Suécia, Grécia e Itália.

A nível dos repatriamentos, o executivo comunitário registou, desde setembro, 800 regressos de migrantes sem direito a asilo no espaço comunitário.

Lusa

  • O fim do julgamento do caso BPN, seis anos depois
    2:26

    País

    O antigo presidente do BPN José Oliveira Costa tentou adiar o fim do julgamento principal do caso com um recurso para o Tribunal Constitucional. Apesar disso, a leitura do acórdão continua marcada para esta quarta-feira, quase seis anos e meio depois de os 15 arguidos se terem sentado pela primeira vez no banco dos réus.

  • José Oliveira Costa, o rosto do buraco financeiro do BPN
    3:04

    País

    José Oliveira Costa foi o homem forte do BPN durante 10 anos e tornou-se o rosto do gigantesco buraco financeiro. Manteve-se em silêncio durante todo o julgamento, mas falou aos deputados da comissão de inquérito, para negar qualquer envolvimento no escândalo que fez ruir o BPN.

  • Saída do Procedimento por Défice Excessivo marca debate no Parlamento
    1:40
  • Filhos tentam anular casamento de pai de 101 anos

    País

    O casamento de um homem de 101 anos com uma mulher com metade da idade, em Bragança, está a ser contestado judicialmente pelos filhos do idoso, que acusam aquela que era empregada da família de querer ser herdeira.