sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Reino Unido deteve mais de três mil migrantes no verão passado

Cerca de 40 migrantes foram detidos por dia no verão passado, após atravessarem o canal de França para o Reino Unido, segundo um relatório oficial divulgado hoje, em que se critica a "resposta inadequada" das autoridades britânicas.

© Michalis Karagiannis / Reuter

No relatório da autoridade de inspeção das prisões britânicas (HMIP, sigla em inglês), que inclui dados sobre chegadas habitualmente não divulgados, mostra-se que 3.603 migrantes foram detidos em julho, agosto e setembro no auge da crise migratória no canal da Mancha.

Os migrantes chegaram ao Reino Unido, a partir de Calais (norte de França), escondidos em veículos que fizeram a travessia de ferry, ou em comboios de mercadorias que usam o túnel sob a Mancha.

A maioria ficou detida numa instalação no porto de Dover e os restantes num estabelecimento em Folkestone, nos arredores.

"Não há dúvida de que o aumento na migração foi inicialmente demasiado para as infraestruturas existentes e uma resposta de emergência foi necessária", de acordo com o inspetor-chefe Peter Clarke.

"Foi inaceitável não terem sido criados mecanismos para tratar rapidamente dos processos dos detidos, eficaz e decentemente, ao mesmo tempo que se garantia que os mais vulneráveis, como as crianças, estavam seguros e que as necessidades básicas dos detidos, de comida, repouso e vestuário eram satisfeitas".

No relatório não se indica o número de migrantes que apresentaram pedidos de asilo ou que foram devolvidos.

O ministro da Imigração, James Brokenshire, reconheceu que a utilização de um estabelecimento sobrelotado "era inaceitável" e insistiu que não será usado da mesma fonte no futuro.

"Desde que se realizou esta inspeção, melhorámos as instalações no porto de Dover e continuamos a trabalhar nos planos para abrir um novo centro para processar as chegadas irregulares aos portos de Kent", afirmou.

A imigração é uma das questões dominantes no Reino Unido, que se prepara para um referendo sobre a continuação do país na UE.

O gabinete do primeiro-ministro britânico, David Cameron, alertou hoje que uma saída da UE (Brexit) poderia implicar a criação de campos para acolher migrantes na costa britânica se os controlos fronteiriços do Reino Unido fossem retirados de Calais.

"Se o Reino Unido sair da UE não há qualquer garantia de que aqueles controlos permaneçam no local", disse o porta-voz de Cameron à imprensa no mês passado.

"Se aqueles controlos não ficarem no local, não existirá nada para impedir milhares de pessoas de atravessar o canal durante a noite, chegar a Kent (sudeste de Inglaterra) e pedir asilo", acrescentou.

Lusa

  • Zeca Afonso morreu há 30 anos
    1:11
  • Mariana Mortágua acusa Governo anterior de deixar escapar milhões para offshores
    1:39

    Opinião

    Mariana Mortágua e Adolfo Mesquita estiveram na Edição da Noite da SIC Notícias para mais um Esquerda Direita. Mariana Mortágua acusou o Governo anterior de, por opção ou negligência, ter deixado escapar 10 mil milhões de euros para offshores. Já Adolfo Mesquita Nunes, do CDS-PP, desvalorizou o assunto afirmando que serve apenas para desviar as atenções da questão da Caixa Geral de Depósitos

  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • Técnica de defesa contra aperto de mão de Donald Trump
    1:39
  • Vídeo mostra aterragem de Harrison Ford que quase causou um desastre

    Mundo

    Harrison Ford quase provocou um grave acidente quando, ao pilotar um dos seus aviões, falhou a pista de aterragem e esteve muito perto de chocar contra um um Boeing 737, com mais de 100 pessoas a bordo. O incidente com o ator norte-americano, considerado um piloto experiente, aconteceu na passada segunda-feira, dia 13, no Condado de Orange, na Califórnia, e o momento foi captado em vídeo.

  • Descoberta nova espécie de primatas em Angola

    Mundo

    Uma equipa britânica de cientistas descobriu uma nova espécie de galagos anões, um primata pertencente à família dos galonídeos - comum na África subsariana -, na floresta ameaçada da Kumbira, localizada na província do Cuanza Sul, noroeste de Angola.

  • Vestidos da princesa Diana em exposição
    1:29

    Mundo

    As roupas mais emblemáticas da princesa Diana vão estar em exposição no Palácio de Kensington, em Londres, a partir de sexta-feira. O objetivo é mostrar a evolução do estilo da princesa de Gales, considerada um dos maiores ícones de moda de sempre.