sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Grécia anuncia mais oito centros de acolhimento para refugiados

A Grécia vai abrir oito novos centros de acolhimento temporário para refugiados após o encerramento efetivo da fronteira com a Macedónia e da rota dos Balcãs, com 42.000 pessoas encurraladas no país.

O porta-voz da coordenadora do Governo para a gestão de refugiados, Yorgos Kyritsis, precisou à agência noticiosa Efe que quatro das oito instalações -- todas complexos militares, um desativado e os restantes em funcionamento -- vão começar a funcionar hoje na região da Tessália, Grécia central.

"Dependendo das necessidades, as Forças Armadas disponibilizarão tendas de campanha, pelo que não podemos fornecer uma estimativa da sua capacidade".

Para além dos quartéis, foram ainda alugados dois hotéis em Termópilas (Grécia central) "com um deles pronto ainda hoje".

O primeiro centro de acolhimento na região do Épiro (nordeste), para onde serão transferidos 150 refugiados, também entrou hoje em funcionamento.

Um responsável municipal declarou à agência noticiosa Ana-Mpa que os habitantes da região do Épiro "têm muita sensibilidade sobre a questão dos refugiados porque uma boa parte dos seus antepassados imigraram para aqui vindos da região da Capadócia", na atual Turquia.

O porta-voz governamental confirmou que hoje vão ser colocados nestes novos centros perto de 1.000 pessoas, até agora instaladas no porto ateniense do Pireu, onde segundo os números oficias se encontram 3.300 migrantes.

Nas ilhas gregas encontram-se ainda 9.400 pessoas que aguardam transferência para os portos do Pireu e Kavala (norte). Nas últimas 24 horas foram registadas 2.373 pessoas que alcançaram as costas gregas provenientes da Turquia.

Na região fronteiriça de Idomeni, junto à fronteira com a Macedónia, concentram-se cerca de 20.000 pessoas em condições muito deficitárias, e com o mau tempo a dificultar as tarefas das diversas ONG no terreno.

Lusa

  • Passos elogia escolha de Paulo Macedo mas diz que não é suficiente
    1:47

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho diz que Paulo Macedo é competente para liderar os destinos da Caixa Geral de Depósitos, mas que a nomeação do antigo ministro não é suficiente para passar uma esponja sobre o assunto. Em Viseu, o líder do PSD não quis ainda avançar com um nome para a Câmara de Lisboa, depois de Santana Lopes afastar a hipótese de se candidatar.

  • O impacto e as consequências do referendo em Itália
    1:02
  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.