sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Chefes de Estado da UE reúnem-se para chegar a acordo sobre crise migratória

Os chefes de estado e de governo da União Europeia reuném-se, amanhã e sexta-feira em Bruxelas, para tentar chegar a acordo sobre o projeto de gestão dos migrantes com a Turquia.

Arquivo

Arquivo

© Dimitris Michalakis / Reuters

O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, defendeu hoje a necessidade de usar o fortalecimento das relações entre a União Europeia (UE) e a Turquia para apoiar as negociações de um acordo sobre o Chipre.

Na carta enviada aos líderes europeus para os convidar para a cimeira de quinta e sexta-feira, em Bruxelas, Tusk indicou a sua convicção, no âmbito do fortalecimento das relações europeias-turcas, "que vai além da migração", que surja também a "oportunidade de apoiar as negociações de acordo no Chipre".

"Só se isso for possível, podemos avançar" no processo de adesão da Turquia ao espaço comunitário, indicou.

Em causa está um diferendo, que dura há décadas, sobre a ocupação turca de parte da ilha cipriota.

Na carta, Tusk recordou as novas propostas turcas recebidas a 07 de março, durante a segunda reunião UE-Turquia e que foi mandatado para preparar um acordo.

"O objetivo é claro: um acordo aceitável para todos os 28 Estados-Membros, bem como para os nossos parceiros turcos. O trabalho está a progredir, mas ainda há muito a fazer", alertou.

Um esboço do acordo comum UE-Turquia foi entregue aos embaixadores para avançar nas discussões sobre como "abordar as preocupações" levantadas na semana passada.

"É longa a lista de assuntos a resolver antes de podermos concluir um acordo. Uma prioridade absoluta e garantir que as nossas decisões respeitam as leis internacionais e da UE", escreveu Tusk, que alertou para a necessidade de prevenir novas rotas de migração ilegal entre a Turquia e o espaço comunitário.

Os líderes terão ainda de analisar o apoio à Grécia, com a execução na prática de um novo mecanismo de regressos, o pagamento de verbas do pacote de 3 mil milhões de euros para apoio a refugiados na Turquia e o mecanismo voluntário de acolhimento de requerentes de asilo.

O debate sobre a cooperação com Ancara acontecerá num jantar de trabalho na quinta-feira, enquanto para sexta-feira de manhã está previsto um encontro com o primeiro-ministro turco.

Com Lusa

  • Quatro pessoas assassinadas em Barcelos

    País

    Quatro pessoas, entre elas uma grávida, foram assassinadas hoje em Tamel, no concelho de Barcelos. As vítimas terão sido esfaqueadas e o suspeito já se entregou.

    Em desenvolvimento

  • Défice de 2016 fica nos 2,1%

    Economia

    O défice orçamental ficou nos 2,1% do PIB em 2016, em linha com o previsto pelo Governo. É o valor mais baixo em democracia. Está aberto o caminho ao fim do Procedimento por Défices Excessivos.

    Em desenvolvimento

  • Libertado o ex-Presidente egípcio Hosni Mubarak

    Mundo

    O ex-Presidente egípcio foi libertado hoje, depois de ter sido absolvido por um tribunal de recurso, no início deste mês. Hosni Mubarak estava agora confinado a um hospital militar. O antigo chefe de Estado tinha sido condenado em 2012 pela morte de manifestantes nos protestos da Primavera Árabe.

  • Comissão Europeia quer proibir o tabaco na praia

    País

    A Comissão Europeia quer proibir o tabaco em todos os espaços públicos, incluindo praias, parques infantis e equipamentos desportivos. A proposta foi apresentada pelo comissário da Saúde e Segurança Alimentar que, além de querer reduzir a dependência do tabaco, também sugere que todos os estados membros apliquem uma idade mínima para a venda de tabaco.

  • "Nós aceitamos sempre os resultados das eleições"
    1:07

    País

    Durante a reunião do Conselho Nacional em Lisboa, o líder dos sociais-democratas garantiu que o partido tem fair-play mas disse que está nas eleições autárquicas para ganhar. Pedro Passos Coelho acrescentou ainda que o PSD aceita sempre os resultados das eleições.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27
  • Data e local da canonização serão anunciados a 20 de abril
    2:23

    País

    O Papa aprovou esta quinta-feira o decreto que valida o milagre atribuído a Francisco e Jacinta. A data e local da cerimónia da canonização dos pastorinhos serão anunciados a 20 de abril, na reunião de cardeais no Vaticano. O Bispo de Leiria/Fátima acredita que a cerimónia possa ser a 13 de maio, durante a visita do Papa a Fátima.