sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Chefes de Estado da UE reúnem-se para chegar a acordo sobre crise migratória

Os chefes de estado e de governo da União Europeia reuném-se, amanhã e sexta-feira em Bruxelas, para tentar chegar a acordo sobre o projeto de gestão dos migrantes com a Turquia.

Arquivo

Arquivo

© Dimitris Michalakis / Reuters

O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, defendeu hoje a necessidade de usar o fortalecimento das relações entre a União Europeia (UE) e a Turquia para apoiar as negociações de um acordo sobre o Chipre.

Na carta enviada aos líderes europeus para os convidar para a cimeira de quinta e sexta-feira, em Bruxelas, Tusk indicou a sua convicção, no âmbito do fortalecimento das relações europeias-turcas, "que vai além da migração", que surja também a "oportunidade de apoiar as negociações de acordo no Chipre".

"Só se isso for possível, podemos avançar" no processo de adesão da Turquia ao espaço comunitário, indicou.

Em causa está um diferendo, que dura há décadas, sobre a ocupação turca de parte da ilha cipriota.

Na carta, Tusk recordou as novas propostas turcas recebidas a 07 de março, durante a segunda reunião UE-Turquia e que foi mandatado para preparar um acordo.

"O objetivo é claro: um acordo aceitável para todos os 28 Estados-Membros, bem como para os nossos parceiros turcos. O trabalho está a progredir, mas ainda há muito a fazer", alertou.

Um esboço do acordo comum UE-Turquia foi entregue aos embaixadores para avançar nas discussões sobre como "abordar as preocupações" levantadas na semana passada.

"É longa a lista de assuntos a resolver antes de podermos concluir um acordo. Uma prioridade absoluta e garantir que as nossas decisões respeitam as leis internacionais e da UE", escreveu Tusk, que alertou para a necessidade de prevenir novas rotas de migração ilegal entre a Turquia e o espaço comunitário.

Os líderes terão ainda de analisar o apoio à Grécia, com a execução na prática de um novo mecanismo de regressos, o pagamento de verbas do pacote de 3 mil milhões de euros para apoio a refugiados na Turquia e o mecanismo voluntário de acolhimento de requerentes de asilo.

O debate sobre a cooperação com Ancara acontecerá num jantar de trabalho na quinta-feira, enquanto para sexta-feira de manhã está previsto um encontro com o primeiro-ministro turco.

Com Lusa

  • Adeptos do Sporting gritaram "Joguem à bola"

    Desporto

    Depois da eliminação da Taça de Portugal, o autocarro do Sporting deixou o Estádio Municipal de Chaves em clima de grante tensão. Vários adeptos leoninos protestaram contra a equipa e pediram explicações.

  • Oposição diz que défice abaixo dos 2,3% se deve ao aumento de impostos
    2:24

    Economia

    O défice de 2016 vai ficar abaixo dos 2,3%, uma garantia dada pelo primeiro-ministro durante o debate quinzenal desta terça-feira. A oposição diz que o resultado é bom para o país mas que se deve a um aumento de impostos, feito pelo Governo no ano passado, e ao trabalho do PSD e do CDS nos anos anteriores.

  • Temperaturas negativas em várias zonas do país nos próximos dias
    1:57

    País

    O frio vai começar a fazer-se sentir nos próximos dias com as temperaturas a descerem para valores negativos em várias zonas do país. Em Lisboa, cinco estações de metro vão estar abertas durante a noite para albergar os sem-abrigo que também vão receber agasalhos e refeições quentes.

  • Medalha idêntica à de Anne Frank encontrada em campo nazi

    Mundo

    Um grupo de investigadores encontrou uma medalha praticamente igual à de Anne Frank, nas escavações ao campo nazi de extermínio Sobibor, na Polónia. Os especialistas do Memorial do Holocausto Yad Vashem em Israel acreditam que a medalha pertencia a Karoline Cohn, que pode ter conhecido Anne Frank.