sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Negociações entre UE e Turquia já vão na 3ª ronda bilateral

As negociações entre o primeiro-ministro da Turquia, Ahmet Davutoglu, e a UE decorrem a nível bilateral, com os presidentes do Conselho Europeu, Donald Tusk, e da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, ainda sem acordo para apresentar aos 28.

© POOL New / Reuters

Quando se esperava que Tusk tivesse uma proposta fechada com a Turquia para apresentar aos chefes de Estado e de Governo dos 28 - às 13:00 (12:00 de Lisboa) - os presidentes do Conselho e da Comissão e o primeiro-ministro holandês, Mark Rutte (que assume a presidência semestral da UE) estavam a preparar-se para iniciar uma terceira ronda negocial com Davutoglu, segundo a mesma fonte.

O primeiro-ministro turco chegou às 08:30 à sede do Conselho Europeu e as negociações começaram imediatamente, à mesa do pequeno-almoço, tendo sido interrompidas já por duas vezes, para trabalho técnico sobre a proposta.

Em declarações à imprensa, à entrada para o Conselho, Davutoglu sublinhou que a questão dos refugiados não é para regatear.

Ancara está disposta a acolher mais refugiados, mas exige mais três mil milhões de euros, atribuição facilitada de vistos a cidadãos turcos e a aceleração do processo de adesão à UE, que contrapõe com a necessidade de respeito pelos direitos humanos e o primado da lei.

O mesmo responsável garantiu que "a UE e a Turquia têm o mesmo objetivo: ajudar os refugiados sírios", assinalando estar seguro de que irão ser atingidos os seus "objetivos de ajudar os refugiados, assim como de aprofundar as nossas relações".

Os líderes dos 28 vão hoje tentar chegar a acordo com a Turquia para a gestão da crise migratória e de refugiados, apresentando a Davutoglu a contraproposta às exigências de Ancara.

Se for alcançado um acordo com a Turquia, os 28 reunir-se-ão então com o chefe de Governo turco, que na cimeira celebrada a 7 de março em Bruxelas colocou em cima da mesa as exigências de Ancara para aceitar acolher migrantes que cheguem de forma irregular a solo europeu.

As reivindicações do governo turco levantaram muitas reticências entre alguns Estados-membros e organizações internacionais, como as Nações Unidas, inclusivamente ao nível do respeito do direito internacional e direitos humanos, subsistindo também problemas em torno da oposição de Chipre à abertura de novos capítulos no processo de adesão da Turquia à UE, enquanto não for solucionado o diferendo sobre a ocupação da parte norte da ilha.

Lusa

  • A menina síria que relata a guerra no Twitter está bem, diz o pai

    Mundo

    Bana Alabed, a menina síria de 7 anos que conta no Twitter a luta pela sobrevivência e os horrores da guerra em Alepo, teve de abandonar a sua casa que foi bombardeada mas está bem, disse hoje o seu pai à Agência France Press. A conta esteve fechada domingo, mas foi entretanto reativada e tem hoje uma nova publicação de Bana.

  • Parkinson pode ter início nos intestinos

    Mundo

    Um novo estudo científico vem revelar que a doença de Parkinson pode não estar apenas no cérebro. A doença pode ter início nos intestinos e mais tarde migrar para o cérebro.