sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Portugal com 896 pedidos de asilo em 2015 e recusou cerca de 200

Portugal recebeu no ano passado 896 pedidos de asilo, mais do dobro do que em 2014, incluindo 47 menores desacompanhados, tendo recusado esse pedido a cerca de 200 pessoas, revelou hoje o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).

Reuters/Arquivo

Reuters/Arquivo

© Antonio Parrinello / Reuters

De acordo com o SEF, em 2015 Portugal recebeu 896 pedidos de asilo, mais 102,7% do que em 2014, quando chegaram 442 pedidos.

Tanto num ano como noutro foi recusado o pedido a cerca de 200 pessoas, o que significa que em 2015 perto de 700 pessoas tiveram o pedido de asilo aceite, enquanto em 2014 foram à volta de 240.

"Os pedidos são recusados quando são infundados, isto é, quando os requerentes invocam questões que não são pertinentes ou que não têm relevância para preencher as condições para ser considerado refugiado ou beneficiário de proteção subsidiária", esclareceu o SEF.

No momento em que o pedido de asilo é recusado, os requerentes têm direito a impugnar a decisão junto dos tribunais administrativos, pedido que tem efeito suspensivo. Nesse sentido, as pessoas aguardam em território nacional, e ainda em situação regular, a decisão final judicial sobre o pedido.

"Quando a decisão não é impugnada, ou igualmente a decisão judicial lhes é desfavorável, são notificados para abandono voluntário de território nacional", adiantou o SEF.

O SEF diz também que passados 30 dias da apresentação do pedido de asilo é proferida uma primeira decisão que, no caso de ser positiva, faz com que o pedido seja objeto de instrução. Daqui até ser proferida decisão final, decorrem, em média, seis meses.

Dentro dos pedidos de asilo feitos em 2015 havia 47 menores não acompanhados, um número substancialmente superior aos 17 feitos em 2014.

Por outro lado, no ano passado 36 pessoas pediram que o pedido de asilo fosse estendido às suas famílias, enquanto em 2014 esse pedido foi feito por 26 requerentes.

Segundo o SEF, no ano passado, os pedidos de asilo foram sobretudo feitos por cidadãos oriundos da Ucrânia, Paquistão e China, enquanto em 2014, para além dos dois primeiros países, houve também muitos pedidos de cidadãos marroquinos.

Além disso, o SEF recebeu também no ano passado 45 pedidos de reinstalação, que foram todos aceites.

"Porém apenas chegaram a território nacional 39 pessoas. As restantes, por motivo de desistência, não viajaram", adiantou.

Lusa

  • Catalunha vs Espanha
    29:35

    Grande Reportagem SIC

    2017 ficará como o ano da Catalunha e de como a região espanhola foi falada em todo o mundo, por causa do grito de independência que não aconteceu. O jornalista Henrique Cymerman esteve na Catalunha e foi um dos poucos repórteres do mundo que conseguiu chegar ao esconderijo do presidente demissionário do Governo catalão, Carles Puigdemont, em Bruxelas.

  • Pensões vão subir em janeiro

    Economia

    As pensões vão subir entre 1 e 1,8% em janeiro próximo. O Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgou esta quinta-feira o valor da inflação, que vai definir a atualização das reformas em 2018.

  • Investigação australiana recomenda fim do celibato na Igreja Católica

    Mundo

    Uma investigação australiana sobre abuso sexual de crianças recomendou hoje à Igreja Católica que levante a exigência de celibato ao clero, de acordo com o relatório final. O mesmo documento, com 189 recomendações e 17 volumes, indicou que deve também ser esclarecido até onde vai o segredo da confissão quando estão em causa provas de crimes contra menores.

  • Trabalhos de estabilização de solos nas áreas ardidas começam na Lousã
    1:24

    País

    Vários concelhos afetados pelos incêndios estão a começar a receber uma intervenção de emergência para estabilizar os solos nas áreas ardidas. O trabalho arrancou esta quinta-feira na zona da Lousã e tem como objetivo reduzir o impacto da chuva nos terrenos afetados pelos fogos. Nos trabalhos, estão presentes o Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro e a Força Especial de Bombeiros.

  • Anúncio de lince ibérico no OLX sob investigação
    1:25

    País

    A GNR está a investigar um anúncio de venda de um lince ibérico no site de classificados OLX. As autoridades admitem poder tratar-se de uma bricandeira, mas sendo o lince uma espécie protegida e a sua captura e venda um crime, o caso está a ser investigado. O anúncio foi entretanto retirado do site.