sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Costa reúne-se com Tsipras na segunda-feira em Atenas e visita campo de refugiados

O primeiro-ministro, António Costa, realiza na segunda-feira uma visita oficial de um dia à Grécia a convite do seu homólogo grego, Alexis Tsipras, tendo como tema central a procura de soluções para o fenómeno dos refugiados.

JULIEN WARNAND

Além de reuniões de caráter institucional com Alexis Tsipras e com o presidente da República da Grécia, Prokopis Pavlopoulos, António Costa terá no programa da sua visita uma deslocação a um campo de refugiados instalado na zona de Atenas.

Fonte do executivo português disse à agência Lusa que o convite foi formulado a António Costa pelo primeiro-ministro grego no início de março, durante um encontro promovido pelo presidente francês, François Hollande, que juntou em Paris líderes e chefes de Governo da esquerda política dos Estados-membros da União Europeia.

Durante as 24 horas que permanecerá em Atenas, António Costa deverá abordar com os chefes de Governo e de Estado gregos questões bilaterais e da agenda europeia, tendo como assunto central a questão dos refugiados, sendo a Grécia o país da União Europeia que mais diretamente tem sido atingido por este fenómeno.

Apesar de Portugal estar geograficamente distante das principais rotas dos refugiados, o primeiro-ministro, desde o início do seu mandato, colocou este tema no topo das suas prioridades de ação ao nível da política europeia.

Em fevereiro, durante a sua visita oficial à Alemanha, disponibilizou-se junto da chanceler alemã, Angela Merkel, no apoio à integração de refugiados.

Nesse mesmo mês, o primeiro-ministro português enviou também cartas a homólogos de alguns dos Estados-membros mais pressionados pelos fluxos migratórios (Grécia, Itália, Áustria e Suécia) disponibilizando-se para receber mais cerca de 5.800 refugiados, além da quota comunitária.

Deste modo, Portugal poderá vir a acolher no total um número próximo de dez mil refugiados.

A proposta então apresentada por António Costa apontou para a disponibilidade de Portugal em acolher cerca de dois mil estudantes universitários, 800 no ensino vocacional e entre 2.500 e 3.000 refugiados qualificados para trabalhar nas áreas agrícola e florestal.

Segundo António Costa, a disponibilidade manifestada por Portugal para partilhar este esforço na recolocação de refugiados também a nível bilateral visa "dar o exemplo da atitude que todos os Estados-membros devem ter".

Ainda de acordo com o líder do executivo, Portugal deve ter, nesta e noutras matérias, "um papel pró-ativo de um país que ajuda a encontrar soluções na Europa", até porque, na sua perspetiva, a crise das migrações é "o maior risco para a unidade futura europeia".

Já em março, em Bruxelas, António Costa considerou que o acordo fechado entre União Europeia e a Turquia para a gestão dos fluxos migratórios como "muito importante", mas ressalvou que "não deve ser visto com a ilusão de que o problema está resolvido".

O primeiro-ministro referiu então que esse acordo "assegura proteção internacional a quem dela carece", em particular vítimas da guerra na Síria, "permite responder à situação de crise humanitária que se vive na Grécia", garantindo-lhe solidariedade por parte de todos os Estados-membros, e permite ainda controlar a rota dos Balcãs.

"Mas, obviamente, este acordo não resolve o fundo do problema, que é a manutenção da situação de guerra na Síria, situações de perseguição ou conflito armado noutros países", advertiu.

Lusa

  • Sismo de magnitude 4,0 provoca um morto em Nápoles

    Mundo

    Um sismo de magnitude 4,0 na escala de Richter atingiu esta segunda-feira a ilha de Ísquia no golfo de Nápoles, no mar Tirreno, no sul de Itália. De acordo com o jornal La Stampa uma mulher terá morrido e dois feridos estarão em perigo de vida.

  • A easyJet não está a oferecer bilhetes no Facebook. Cuidado, é uma burla

    País

    Se esteve no Facebook nos últimos dias, provavelmente reparou na oferta de dois bilhetes para uma viagem da easyJet, a propósito do 22.º aniversário da companhia aérea britânica. Uma viagem para dois tinha tudo para correr bem, não fosse um esquema de burla, criado para obter os dados pessoais dos utilizadores que partilham a publicação na rede social.

  • Brasileiros procuram Portugal
    3:59

    País

    Viver em Portugal é hoje em dia um grande sonho da classe média brasileira. De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, só em 2016, o número de vistos de residência aumentarem em mais de 30%. A língua, a segurança e a qualidade de vida são as razões apontadas para a mudança. Todos os dias, no consulado português no Rio de Janeiro, para a obtenção de vistos.

  • Big Ben em silêncio durante quatro anos
    2:15

    Mundo

    Esta segunda-feira ficou marcada pelas últimas badaladas dos famosos sinos do Big Ben, em Londres, no Reino Unido. A torre, na qual está instalada o relógio mais famoso do mundo, vai entrar em obras e os sinos só vão voltar a tocar em 2021.

  • Garrafa lançada ao mar em Rhodes recebe resposta de Gaza
    1:43

    Mundo

    A história parece de filme, mas aconteceu numa praia de Gaza. Um casal britânico lançou uma garrafa com uma mensagem ao mar, em julho, na ilha grega de Rhodes. A garrafa foi encontrada por um pescador numa praia de Gaza, que aproveitou para enviar a resposta, na qual falou sobre as restrições impostas por Israel.