sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

França anuncia ajuda de 100 milhões de euros ao Líbano

O presidente francês, François Hollande, anunciou hoje uma ajuda de 100 milhões de euros ao Líbano, que acolhe mais de um milhão de refugiados sírios, e uma assistência militar imediata ao exército libanês.

© Handout . / Reuters

"A ajuda de França será elevada a 100 milhões de euros nos próximos três anos", disse Hollande numa conferência de imprensa conjunta com o primeiro-ministro libanês, Tammam Salam, durante uma visita a Beirute.

Fonte da delegação de Hollande disse à agência noticiosa France Presse que se trata de "uma aceleração" da ajuda ao Líbano, um país de 4,4 milhões de habitantes que acolhe 1,1 milhões de refugiados sírios.

François Hollande sublinhou o "contexto particularmente pesado" do Líbano, que "além das guerras" nas suas fronteiras e "da ameaça terrorista", "ainda acolhe um grande número de refugiados".

No domingo, segundo e último dia da visita ao Líbano, Hollande vai visitar um campo de refugiados onde se reunirá com famílias sírias que esperam obter asilo em França.

França acolhe atualmente cerca de 10.000 refugiados sírios.

O presidente francês prometeu ainda "mobilizar a comunidade internacional" para a ajuda ao Líbano, acrescentando que o ministro dos Negócios Estrangeiros francês, Jean-Marc Ayrault, está a preparar uma reunião do "grupo internacional de ajuda ao Líbano para reunir todos os donativos".

A delegação de Hollande precisou que Ayrault vai a Beirute no dia 27 de maio.

Lusa

  • Mação volta a enfrentar dias de pânico
    3:33
  • Fogo obrigou à evacuação de 6 aldeias do concelho do Sardoal
    1:56

    País

    O incêndio que chegou ao Sardoal obrigou à evacuação de seis aldeias. As pessoas foram encaminhadas para as instalações da Santa Casa da Misericórdia e vão regressando ao longo do dia de hoje. A A23 foi reaberta de madrugada, depois de ter estado várias horas cortada nos dois sentidos .

  • Ministra admite que a maioria dos incêndios começaram por mão humana
    1:57

    País

    A Ministra da Administração Interna admitiu esta quarta-feira que a maioria dos incêndios deste ano começaram por mão humana, mas Constança Urbano de Sousa entende que é cedo para tirar outras conclusões. Já o vice-presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, Adelino Gomes, diz que não há duvidas e fala em terrorismo organizado. 

  • Sismo na região de Lisboa sentido num raio de 150km
    3:19