sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Merkel pede defesa fronteiras externas da UE para evitar regresso dos nacionalismos

A chanceler alemã pediu hoje, em Roma, aos homólogos europeus a "defesa das fronteiras externas da União Europeia" para evitar um "regresso aos nacionalismos".

© Max Rossi / Reuters

"Do Mediterrâneo ao polo Norte", esta defesa das fronteiras da UE constitui um "desafio para o futuro da Europa", acrescentou Angela Merkel, durante uma conferência de imprensa conjunta com o primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi.

Merkel sublinhou que em jogo estava "a livre circulação" na Europa, tal como a UE a conheceu com os acordos de Schengen.

Renzi insistiu na necessidade de ter "uma estratégia para África", como aconteceu para resolver o problema da "rota dos Balcãs", que levava centenas de milhares de refugiados da Turquia para a Grécia.

"Não concordámos sobre as formas de financiamento" da estratégia para limitar a migração, o documento "Migration Compact" proposto pela Itália, reconheceu Renzi, uma vez que "a Alemanha recusou" financiar os países africanos de origem e de trânsito dos migrantes.

Para o chefe do executivo italiano, "o importante é investir em África", dado que os migrantes provenientes deste continente são a maioria do contingente de chegadas à península itálica.

"A Itália defende uma estratégia a longo prazo e cabe à UE assumir a liderança", acrescentou.

Lusa

  • Menino perdido na Praia da Luz foi levado à GNR por turista
    1:11

    País

    Um menino inglês, de sete anos, esteve desaparecido na quinta-feira na Praia da Luz, no Algarve, depois de se ter perdido dos pais. A GNR colocou duas equipas de investigação no local, mas ao fim de uma hora e meia o rapaz apareceu na esquadra de Lagos acompanhado por um turista a quem terá pedido ajuda.

  • Mais viagens mas menos turistas de Portugal
    1:22

    País

    Os residentes em Portugal - sejam portugueses ou estrangeiros - realizaram quatro milhões de viagens turísticas, só no primeiro trimestre do ano. Um aumento de mais de 6% nas viagens dentro do país face ao período homólogo e de mais de 15% nas viagens para fora, de avião. O estudo é do INE, o Instituto Nacional de Estatística, que permite fazer o retrato mais claro de quem viaja e porquê.

  • Algarve sozinho gera metade dos bens transacionáveis em Portugal
    4:14

    SIC 25 Anos

    O Algarve quase não tem indústria e os especialistas consideram que é excessivamente dependente do turismo. Ainda assim, sozinho contribui com metade do que Portugal gera em bens transacionáveis. A região tem problemas graves, como a falta de médicos e um custo de vida muito alto, mas continua a atrair a maior parte dos turistas e muitos estrangeiros decidem mesmo escolher a região para viver.

  • Sol e bom tempo são pilares da economia algarvia
    3:21

    SIC 25 Anos

    Na capital da região algarvia, o ouro vem do céu. O sol brilha em média 300 dias por ano, o que faz do Algarve o maior destino de férias em Portugal e um dos destinos turísticos mais procurados da Europa, sobretudo nos últimos tempos. É a âncara da economia e da criação de emprego.