sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

UNICEF pede à UE prioridade à proteção das crianças refugiadas

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) pediu hoje à União Europeia (UE) que dê prioridade à proteção dos interesses e direitos das crianças, no processo de revisão do sistema europeu de asilo.

© Marko Djurica / Reuters

A Comissão Europeia apresentou na quarta-feira ao Conselho Europeu e ao Parlamento Europeu uma proposta de revisão do sistema de asilo, o chamado Regulamento de Dublin, que permita dar resposta à atual crise migratória.

Segundo a UNICEF, "400.000 crianças requereram asilo na Europa entre janeiro e novembro de 2015".

"Para que o sistema comum de asilo da Europa seja verdadeiramente humano, justo e eficiente, a proteção das crianças deve ser uma prioridade central", lê-se num comunicado da agência da ONU emitido na quarta-feira Bruxelas e divulgado hoje pela UNICEF Portugal.

A organização destaca a necessidade de as decisões sobre o pedido de asilo serem tomadas "atempadamente para evitar a exposição das crianças a diversos riscos" e, referindo que atualmente podem decorrer 11 meses entre a chegada da criança e a sua transferência para o país de acolhimento, recomenda um prazo limite de três meses.

As crianças devem ainda, segundo a organização, ser informadas no prazo de 72 horas do direito a pedirem proteção internacional e de como devem fazê-lo, independentemente de estarem ou não acompanhadas por familiares.

A UNICEF defende ainda uma "aplicação harmonizada do princípio do interesse superior da criança não acompanhada", com todos os Estados a aplicarem os mesmos critérios, e a disponibilização de mais recursos e profissionais para "a nomeação imediata de um tutor que proteja, oriente e apoie adequadamente" a criança.

"Nenhuma criança deve ser detida enquanto aguarda pela sua transferência", sublinha, recomendando que todas as crianças sejam encaminhadas para "alojamento adequado à sua idade", nomeadamente através de alternativas envolvendo a comunidade.

Lusa

  • Sismo de magnitude 4,0 provoca um morto em Nápoles

    Mundo

    Um sismo de magnitude 4,0 na escala de Richter atingiu esta segunda-feira a ilha de Ísquia no golfo de Nápoles, no mar Tirreno, no sul de Itália. De acordo com o jornal La Stampa uma mulher terá morrido e dois feridos estarão em perigo de vida.

  • A easyJet não está a oferecer bilhetes no Facebook. Cuidado, é uma burla

    País

    Se esteve no Facebook nos últimos dias, provavelmente reparou na oferta de dois bilhetes para uma viagem da easyJet, a propósito do 22.º aniversário da companhia aérea britânica. Uma viagem para dois tinha tudo para correr bem, não fosse um esquema de burla, criado para obter os dados pessoais dos utilizadores que partilham a publicação na rede social.

  • Brasileiros procuram Portugal
    3:59

    País

    Viver em Portugal é hoje em dia um grande sonho da classe média brasileira. De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, só em 2016, o número de vistos de residência aumentarem em mais de 30%. A língua, a segurança e a qualidade de vida são as razões apontadas para a mudança. Todos os dias, no consulado português no Rio de Janeiro, para a obtenção de vistos.

  • Big Ben em silêncio durante quatro anos
    2:15

    Mundo

    Esta segunda-feira ficou marcada pelas últimas badaladas dos famosos sinos do Big Ben, em Londres, no Reino Unido. A torre, na qual está instalada o relógio mais famoso do mundo, vai entrar em obras e os sinos só vão voltar a tocar em 2021.

  • Garrafa lançada ao mar em Rhodes recebe resposta de Gaza
    1:43

    Mundo

    A história parece de filme, mas aconteceu numa praia de Gaza. Um casal britânico lançou uma garrafa com uma mensagem ao mar, em julho, na ilha grega de Rhodes. A garrafa foi encontrada por um pescador numa praia de Gaza, que aproveitou para enviar a resposta, na qual falou sobre as restrições impostas por Israel.