sicnot

Perfil

Crise Migratória na Europa

Campos de refugiados bombardeados junto à fronteira da Síria com a Turquia

Campos de refugiados bombardeados junto à fronteira da Síria com a Turquia

Foram hoje divulgadas imagens dos ataques aéreos contra campos de refugiados sírios, junto à fronteira com a Turquia. Pelo menos 28 pessoas morreram ontem.

Dois campos deslocados no norte da província setentrional síria de Idleb foram atingidos e pelo menos 28 pessoas morreram, incluindo mulheres e crianças, indicou o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A organização não-governamental não precisou se os aviões de combate eram do exército sírio ou da força aérea russa.

O chefe da missão humanitária das Nações Unidas já veio dizer que estes bombardeamentos podem representar crimes de guerra e exigiu uma investigação independente aos ataques.

O ataque aéreo atingiu um campo de deslocados perto da aldeia de Sarmada, no norte de Idleb, quase totalmente controlada pela Frente al-Nusra, braço sírio da Al-Qaida, e seus aliados.

Este bombardeamento coincide com uma trégua de 48 horas hoje iniciada na cidade de Alepo que, nos últimos 13 dias, foi a cidade mais castigada pelos ataques aéreos das forças leais ao Governo de Damasco.

Durante o dia, o som dos bombardeamentos desapareceu da cidade, a maior do norte da Síria, onde 285 morreram nas duas últimas semanas, de acordo com os dados do Observatório.

A trégua em Alepo entrou em vigor após um acordo alcançado na quarta-feira entre Estados Unidos e Rússia para salvar o cessar-fogo declarado em toda a Síria a 27 de fevereiro passado e cujo futuro estava em perigo, devido à escalada da violência na cidade.

  • O homem que denunciou casos de fome em Setúbal nos anos 80
    1:41