sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Mais de 30 mil migrantes chegaram a Itália em 2016

A guarda costeira italiana coordenou as operações de salvamento de mais 1.800 migrantes, elevando para mais de 30.000 o total de resgatados no mar ou em embarcações precárias desde o início deste ano, anunciou hoje a marinha italiana.

© Tony Gentile / Reuters

Os migrantes foram salvos na quinta-feira do mar ao largo da Líbia, em dez operações envolvendo barcos operados pela marinha italiana, pela guarda costeira, pela polícia alfandegária, pela agência fronteiriça da União Europeia (UE) Frontex e pela ONG Médicos Sem Fronteiras.

As mais recentes chegadas elevam o número total de refugiados ou de outros migrantes entrados em portos italianos desde 01 de janeiro para mais de 30.000, ligeiramente acima do total de 2015 nesta altura do ano.

Qualquer aumento repentino nas chegadas de migrantes a Itália tende a desencadear o medo de que ocorra um aumento muito superior no verão, após o acordo entre a UE e a Turquia que reduziu drasticamente o número de requerentes de asilo que chegam às ilhas gregas.

Mas as autoridades governamentais italianas e as agências de ajuda dizem não haver, até agora, provas de que tal vá acontecer e apontam a existência de dificuldades logísticas para os migrantes atualmente na Turquia chegarem à Líbia.

A grande maioria dos migrantes que estão a usar a Líbia como saída para uma viagem com destino a Itália tem sido este ano, até agora, sobretudo proveniente da África subsaariana.

Alguns políticos italianos têm repetidas vezes expressado preocupação quanto à possibilidade de os migrantes atualmente na Líbia, estimados em um milhão, tentarem entrar na Europa por barco.

Mas especialistas líbios dizem que muitos destes migrantes trabalham na Líbia há anos, e que é improvável que embarquem numa viagem arriscada no Mediterrâneo, a não ser que a segurança ou a situação económica do país se deteriorem de forma acentuada.

Lusa

  • Carro que atropelou adepto encontrado na casa de um amigo do suspeito
    2:18

    Desporto

    O carro que terá atropelado o adepto italiano que morreu junto ao Estádio da Luz foi encontrado esta terça-feira, numa garagem na Amadora, na casa de um amigo do suspeito. Trata-se de um homem na casa dos 30 anos que pertence à claque No Name boys e é agora procurado pela Polícia Judiciária.

  • Os filhos do divórcio
    20:50
  • Será que lavar em lavandarias self-service compensa?
    8:21
  • A SIC foi dar uma volta de bicicleta

    País

    Há 90 anos, cerca de 40 ciclistas partiam do Marquês de Pombal, em Lisboa, para a primeira etapa da 1.ª Volta a Portugal de Bicicleta. Hoje, um grupo de investigadores repete o percurso, até Setúbal, dando início a uma viagem que pretende incentivar o uso da bicicleta como meio de transporte no dia-a-dia. Um jornalista da SIC segue no pelotão e pode acompanhar a viagem em direto no Facebook da SIC Notícias.

    SIC

  • Avião divergiu para as Lajes devido a discussão a bordo

    País

    Um avião da companhia aérea British Airways divergiu hoje para o aeroporto das Lajes, na ilha Terceira, nos Açores, devido a uma discussão a bordo entre um casal de passageiros e a tripulação, informou hoje a Força Aérea Portuguesa.

  • Web Summit inaugura primeiro escritório fora da Irlanda em Lisboa
    1:58

    Web Summit

    A Web Summit inaugurou em Lisboa o primeiro escritório fora da Irlanda, que vai dar emprego a 20 pessoas, algumas portuguesas. O próximo objectivo é alargar eventos a outros pontos do país. A conferência internacional regressa a Lisboa entre 6 e 9 de novembro e, a organização espera ter 60 mil participantes.

  • Ivanka Trump vaiada por defender o pai durante debate sobre igualdade de género
    1:51

    Mundo

    Com o propósito de criar pontes com Donald Trump, a chanceler alemã Angela Merkel convidou a filha mais velha do Presidente norte-americano para participar numa cimeira. No entanto as coisas não correram muito bem e Ivanka Trump foi vaiada pela audiência por ter defendido o pai quando o assunto era a igualdade de género. 

  • Irmã da mulher mais pesada do mundo acusa hospital de mentir

    Mundo

    A irmã da mulher egípcia que se acreditava ser a mais pesada do mundo acusou os médicos de mentirem acerca da sua perda de peso. No entanto, o hospital que realizou a cirurgia bariátrica já respondeu às acusações, defendendo que a mulher pesa agora 172 quilos.