sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

ONU quer reinstalar 10% dos refugiados de todo o mundo

Um novo plano da ONU para combater a pior crise de refugiados desde a Segunda Guerra Mundial pretende reinstalar anualmente pelo menos 10% dos refugiados, pressionando mais os países para acolherem quem foge a guerras e catástrofes.

© Heinz-Peter Bader / Reuters

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, delineou hoje a proposta de um novo "pacto global sobre partilha de responsabilidade" para enfrentar a crise dos 60 milhões de refugiados e deslocados em todo o mundo.

As Nações Unidas esperam que o novo acordo alivie o fardo de alguns países em desenvolvimento com a crise dos refugiados, que tem sido alimentada por cinco anos de guerra na Síria e outros conflitos.

A proposta apela para a reinstalação anual de pelo menos 10% de uma população total de refugiados de 19,6 milhões, nos termos de uma fórmula que seria negociada na ONU.

"Com uma partilha de responsabilidade equitativa, não haveria crise nos países anfitriões", disse Ban Ki-moon.

"Podemos ajudar e sabemos o que temos de fazer", mas demasiadas vezes o medo, a ignorância e a xenofobia atrapalham, acrescentou.

O plano da ONU foi apresentado numa altura em que a União Europeia (UE) se afunda em disputas sobre como lidar com a sua crise dos refugiados.

Um acordo da UE com a Turquia, que concordou aceitar de volta migrantes em troca de uma série de concessões, tem-se deparado com obstáculos e o bloco europeu tem estado a discutir como há-de partilhar a responsabilidade das reinstalações.

Mais de 184.000 migrantes chegaram à Europa por mar já este ano, mais cerca de 49.000 que no mesmo quadrimestre do ano passado, o que significa que a crise dos refugiados não dá sinais de abrandar.

Espera-se que o acordo de partilha global dos refugiados seja adotado na cimeira da ONU agendada para 19 de setembro, a que se seguirá, no dia 20, uma conferência dos Estados Unidos de doadores.

O Presidente Barack Obama será o anfitrião dessa conferência realizada à margem da reunião da Assembleia Geral da ONU, em que pedirá aos países que digam qual o número de refugiados que estão dispostos a receber, e que outro tipo de apoio podem oferecer.

Lusa

  • Portugal com 3.ª maior dívida pública da UE

    Economia

    A dívida pública recuou, em termos homólogos, na zona euro e na União Europeia (UE), no primeiro trimestre, tendo Portugal registado a terceira maior dos 28 (130,5%), depois da Grécia e de Itália, divulga hoje o Eurostat.

  • Crianças no Daesh - 2ª Parte
    23:43
  • Montenegro e o futuro do PSD: "Não vou pedir licença para avançar"
    1:41

    País

    Luís Montenegro admite que se achar que é a pessoa ideal para a liderança do PSD, não vai pedir licença a ninguém para avançar. Em entrevista à SIC Notícias, o ex-líder parlamentar do PSD diz que está ao lado de Passos Coelho mas sublinha que é importante que haja uma clarificação na liderança do partido.

    Entrevista SIC Notícias

  • "Estes engenheiros não tiveram formação para exercer arquitetura"
    7:00

    País

    O Parlamento aprovou esta quarta-feira as propostas do PSD e do PAN para devolver aos engenheiros a possibilidade de assinarem projetos de arquitetura. Os aquitetos discordam da medida. José Manuel Pedreirinho, presidente da Ordem dos arquitetos, esteve na Edição da Noite da SIC Notícias para falar sobre o assunto.

    Entrevista SIC Notícias

  • "Foi uma grande honra ser deputado"
    1:23

    País

    Alberto Martins vai deixar a vida política, o socialista renunciou esta quarta-feira ao cargo de deputado, que ocupava há 30 anos, com algumas interrupções. Alberto Martins desempenhou funções de ministro da Reforma do Estado no segundo Governo de António Guterres, e de ministro da Justiça no segundo Executivo liderado por josé Sócrates. O socialista vai ser substituído por Hugo Carvalho.