sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

ONU quer reinstalar 10% dos refugiados de todo o mundo

Um novo plano da ONU para combater a pior crise de refugiados desde a Segunda Guerra Mundial pretende reinstalar anualmente pelo menos 10% dos refugiados, pressionando mais os países para acolherem quem foge a guerras e catástrofes.

© Heinz-Peter Bader / Reuters

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, delineou hoje a proposta de um novo "pacto global sobre partilha de responsabilidade" para enfrentar a crise dos 60 milhões de refugiados e deslocados em todo o mundo.

As Nações Unidas esperam que o novo acordo alivie o fardo de alguns países em desenvolvimento com a crise dos refugiados, que tem sido alimentada por cinco anos de guerra na Síria e outros conflitos.

A proposta apela para a reinstalação anual de pelo menos 10% de uma população total de refugiados de 19,6 milhões, nos termos de uma fórmula que seria negociada na ONU.

"Com uma partilha de responsabilidade equitativa, não haveria crise nos países anfitriões", disse Ban Ki-moon.

"Podemos ajudar e sabemos o que temos de fazer", mas demasiadas vezes o medo, a ignorância e a xenofobia atrapalham, acrescentou.

O plano da ONU foi apresentado numa altura em que a União Europeia (UE) se afunda em disputas sobre como lidar com a sua crise dos refugiados.

Um acordo da UE com a Turquia, que concordou aceitar de volta migrantes em troca de uma série de concessões, tem-se deparado com obstáculos e o bloco europeu tem estado a discutir como há-de partilhar a responsabilidade das reinstalações.

Mais de 184.000 migrantes chegaram à Europa por mar já este ano, mais cerca de 49.000 que no mesmo quadrimestre do ano passado, o que significa que a crise dos refugiados não dá sinais de abrandar.

Espera-se que o acordo de partilha global dos refugiados seja adotado na cimeira da ONU agendada para 19 de setembro, a que se seguirá, no dia 20, uma conferência dos Estados Unidos de doadores.

O Presidente Barack Obama será o anfitrião dessa conferência realizada à margem da reunião da Assembleia Geral da ONU, em que pedirá aos países que digam qual o número de refugiados que estão dispostos a receber, e que outro tipo de apoio podem oferecer.

Lusa

  • Vala comum com 6 mil corpos em Mossul
    1:43
  • À redescoberta da Madeira, 16 anos depois
    1:59
  • A menina que os pais queriam chamar "Allah"

    Mundo

    ZalyKha Graceful Lorraina Allah tem 22 meses, anda não sabe ler nem escrever mas já está no centro de um processo judicial contra o Estado da Georgia, nos EUA. Os pais, Elizabeth Handy e Bilal Walk, apoiados por uma ONG, exigem na justiça que o nome seja reconhecido na certidão de nascimento para que a criança possa ser inscrita na escola, na segurança social ou nos registos e notoriado. O casal já tem um filho de 3 anos que se chama Masterful Mosirah Aly Allah.

  • Samsung vai vender modelos reparados do Galaxy Note 7

    Economia

    A Samsung Electronics anunciou hoje que vai vender e alugar telemóveis reparados do modelo Galaxy Note 7 depois de no ano passado a empresa ter decidido suspender a respetiva produção devido a incêndios nas baterrias de íon-lítio.

  • Acidentes em falésias matam 94 pescadores lúdicos

    País

    Mais de 90 pescadores lúdicos morreram nos últimos 19 anos e 137 ficaram feridos em 252 acidentes registados em zona rochosa ou em falésia, a maioria na zona de Lagos, Faro, segundo dados da Autoridade Marítima Nacional.