sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Pelo menos 29 sírios mortos desde o início do ano na fronteira com a Turquia

Pelo menos 29 civis sírios morreram desde o princípio do ano quando tentaram passar a fronteira entre a Síria e a Turquia, informou hoje o Observatório dos Direitos Humanos sírio.

© Umit Bektas / Reuters

Segundo a organização não-governamental, as pessoas foram mortas pelos serviços de segurança da fronteira turca.

O observatório referiu que também outras pessoas ficaram feridas, depois de detidas por aqueles serviços turcos nas fronteiras das províncias sírias de Idleb, Alepo, Al Hasaka e Al Raqa.

A última vítima foi hoje registada e trata-se de um jovem que foi morto a tiro quando tentava passar a fronteira em Al Raqa, bastião do grupo extremista Estado Islâmico na Síria.

O observatório sublinhou que aquela é uma prática habitual da guarda da fronteira turca, desde o início do conflito na Síria, em março de 2011.

O conflito na Síria já provocou mais de 270 mil mortos e 4,5 milhões de refugiados.

Lusa

  • Porque é que Melania e Ivanka vestiram preto para conhecer o Papa

    Mundo

    Melania e Ivanka chegaram ao Vaticano de preto, uma escolha muito questionada. De vestidos longos e véus, as mulheres Trump seguiram assim o dress code aconselhado nas audiências com o Papa. Também Michelle Obama usou uma vestimenta do género, em 2009, quando visitou Bento XVI.

  • Oliveira e Costa condenado a 14 anos de prisão

    País

    O fundador do grupo SLN/BPN, José Oliveira e Costa, foi esta quarta-feira condenado pelo tribunal a uma pena de prisão efetiva de 14 anos pelos crimes de falsificação de documentos, fraude fiscal qualificada, burla qualificada e branqueamento de capitais. Dos 15 arguidos no processo, 12 foram condenados.

  • Escola de Vagos castiga alunos por protesto contra a homofobia e preconceito

    País

    Os alunos da Escola Secundária de Vagos, no distrito de Aveiro, organizaram um protesto contra o que consideram homofobia e preconceito. Segunda-feira, depois de duas alunas se terem beijado foram chamadas à direção da escola, que as terá informado que não podiam beijar-se em público. O protesto foi gravado e partilhado nas redes sociais. Em declarações à SIC Notícias, um dos alunos disse que todos os envolvidos no protesto vão ser alvos de um processo disciplinar. O Bloco de Esquerda já pediu esclarecimentos ao Ministério da Educação.

    EXCLUSIVO

    Rita Pedras