sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Cerca de mil pessoas morreram no Mediterrâneo na última semana revela a ONU

A Organização Internacional para as Migrações (OIM) afirmou esta segunda-feira que na última semana "pelo menos 1.000" pessoas perderam a vida quando tentavam atravessar o mar Mediterrâneo e alcançar as costas europeias.

© Handout . / Reuters

A agência da ONU chegou a este número depois de falar com os sobreviventes dos vários naufrágios registados nesta rota migratória na última semana.

"Conversámos com os sobreviventes e estamos a tentar contabilizar quantas pessoas estariam a bordo das embarcações que naufragaram, calculamos que foram registados pelo menos 1.000 mortos nesta última semana", disse o porta-voz da OIM em Itália, Flavio Di Giacomo.

O mesmo representante assinalou que nos últimos dias foram resgatadas 13.000 pessoas quando se encontravam à deriva no mar Mediterrâneo e tentavam alcançar as costas europeias.

Nestes primeiros cinco meses de 2016, foram resgatadas nesta rota cerca de 47.200 pessoas, um número muito próximo das 47.400 pessoas que foram assistidas no período homólogo do ano passado.

A rota do Mediterrâneo tornou-se uma das principais vias da imigração ilegal para a União Europeia (UE), mas também um cenário de tragédias humanitárias.

Esta via migratória é composta por três rotas: Mediterrâneo central (utilizada pelos fluxos migratórios provenientes do norte de África com destino a Itália e Malta), Mediterrâneo oriental (utilizada por migrantes que vêm da Turquia e que passam pelos Estados-membros da UE Grécia, sul da Bulgária ou Chipre) e Mediterrâneo ocidental (mais de metade das passagens são registadas em Ceuta e Melilla, enclaves espanhóis em território marroquino).

Lusa

  • Japão ganha nova esperança ao derrotar a Colômbia (2-1)

    Mundial 2018 / Colômbia

    No primeiro jogo do grupo H, a Colômbia foi derrotada pelo Japão. Um dos momentos altos do jogo aconteceu logo ao minuto 4 quando, na sequência de uma falta de Carlos Sanchez, o árbitro assinalou um penálti a favor da equipa japonesa. O colombiano levou um cartão vermelho, depois de ter intercetado um remate do Japão com a mão. Apesar da desvantagem numérica, a Colômbia iguala o marcador aos 39 minutos com um livre de Quintero. Contudo, Yuya Osako colocou o Japão novamente em vantagem aos 73 min.

  • Hospitais públicos à beira da rutura
    2:28
  • Baleia morta ao largo da Fonte da Telha, autoridades lançam alerta à navegação
    2:19

    País

    As autoridades maritimas lançaram um alerta à navegação ao largo da praia da Fonte da Telha, na Costa da Caparica, devido à presença de uma baleia morta. O animal de 15 metros está na zona da praia da Fonte da Telha e ao início da tarde estava a ser acompanhada por uma lancha da Marinha, como relatou o repórter da SIC, André Palma.

  • Repitam comigo: Portugal vai ser campeão do Mundo
    4:56
  • OMS inclui dependência dos videojogos na lista de doenças mentais

    Mundo

    A Organização Mundial de Saúde (OMS) incluiu a dependência de videojogos na lista de doenças mentais, uma possibilidade que tinha sido prevista no início do ano e que foi anunciada esta segunda-feira. Este pode ser mais um argumento para os pais limitarem o tempo de acesso dos filhos às consolas, computadores e todos os dispositivos com videojogos.

  • "Estou a ser posta porta fora (...) faço o que vocês me disserem"
    2:43
  • "Estamos a plantar fósforos"
    2:09

    Opinião

    O calor regressou esta segunda-feira em força e no terreno estiveram quase 1300 bombeiros a combater 70 fogos por todo o país. Depois da tragédia de Pedrógão Grande, o Presidente da República diz que a consciência do país mudou mas é preciso fazer mais. Já Miguel Sousa Tavares diz que o país está mais preparado para combater os incêndios do que alguma vez esteve. No entanto, o comentador da SIC diz que já foram plantados mais de "2500 hectares de eucaliptos" desde Pedrógão e que enquanto isso acontecer Portugal vai continuar a arder. 

    Miguel Sousa Tavares

  • Rapper XXXTentacion morto em aparente tentativa de roubo

    Cultura

    O rapper norte-americano XXXTentacion, de 20 anos, morreu na noite de segunda-feira depois de ter sido baleado, na Florida, no sudeste dos Estados Unidos. Um dos suspeitos terá disparado e atingido o rapper e, de seguida, dois suspeitos fugiram numa viatura escura. A polícia está a considerar tentativa de roubo.