sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Turquia ameaça suspender acordo com UE sobre migrantes se isenção de vistos não for autorizada

Ancara vai abandonar o acordo com a União Europeia para reduzir o fluxo de migrantes se os seus cidadãos não tiverem isenção de vistos para o espaço europeu de livre circulação (espaço Schengen), alertou o ministro dos Negócios Estrangeiros.

Mevlut Cavusoglu disse ser "impossível" para Ancara alterar as leis antiterrorismo que Bruxelas deseja ver estreitadas e que impõe como uma das condições para a liberalização dos vistos

Mevlut Cavusoglu disse ser "impossível" para Ancara alterar as leis antiterrorismo que Bruxelas deseja ver estreitadas e que impõe como uma das condições para a liberalização dos vistos

© POOL New / Reuters

Mevlut Cavusoglu disse ser "impossível" para Ancara alterar as leis antiterrorismo que Bruxelas deseja ver estreitadas e que impõe como uma das condições para a liberalização dos vistos.

"Já lhes dissemos 'Não vos estamos a ameaçar' mas há uma realidade. Assinámos dois acordos [com a União Europeia] e os dois estão interligados", disse Cavusoglu, em declarações aos jornalistas na cidade turca de Antalya.

"Isto não é uma ameaça mas é necessário para um acordo", afirmou.

Segundo Cavusoglu, a Turquia irá recorrer a medidas "administrativas" para bloquear o acordo, se necessário.

Os líderes europeus insistem que a Turquia tem de cumprir 72 condições antes de ter direito a isenção de visto para os seus cidadãos, incluindo alterar a sua definição de 'terrorismo' de modo a deixar de abranger académicos e jornalistas, por vezes acusados de "propaganda terrorista".

"De que definição estão a falar? Cada país na Europa tem uma definição diferente de terrorismo", disse o ministro.

O acordo UE-Ancara, fechado a 18 de março e negociado para travar a vaga migratória através do mar Egeu, prevê que todos os migrantes que tenham entrado ilegalmente na Grécia desde 20 de março sejam devolvidos para o território turco. O protocolo prevê ainda a abertura de novos capítulos nas negociações para a adesão turca à UE.

Lusa

  • PSD e CDS admitem chamar António Costa à nova Comissão de Inquérito à CGD
    2:37

    Caso CGD

    PSD e CDS admitem chamar o primeiro-ministro à nova Comissão de Inquérito à CGD. Apesar de ser uma hipótese, a SIC sabe que os dois partidos ainda estão a definir o objeto do inquérito e, por isso, afirmam que é prematuro falar sobre eventuais audições. Seja como for, António Costa voltou esta segunda-feira a dizer que o assunto está encerrado.

  • Venda do Novo Banco terá que ser negociada em Bruxelas
    0:43

    Economia

    A venda do Novo Banco vai ter que ser negociada com Bruxelas, uma vez que o Lone Star planeia agora ficar com 65% da instituição, obrigando o Estado a manter uma posição no banco. O ministro das Finanças lembra que esta também era uma possibilidade mas salienta que o assunto está nas mãos do Banco de Portugal.

  • O atentado na Suécia inventado por Donald Trump
    2:12
  • Primeiro-ministro sueco "surpreendido" com as declarações de Trump
    0:53

    Mundo

    O primeiro-ministro sueco ficou surpreendido com as declarações de Donald Trump, que, no fim de semana, se referiu a um suposto ataque terrorista no país escandinavo, relacionado com a imigração. Stefan Löfven fala na responsabilidade de usar os factos correctamente e diz que é preciso verificar a informação que é divulgada.

  • Angelina emociona-se ao falar da separação de Brad Pitt
    1:25
  • Modelo obrigada a prometer que não volta a arriscar a vida numa sessão fotográfica
    1:46