sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Turquia ameaça suspender acordo com UE sobre migrantes se isenção de vistos não for autorizada

Ancara vai abandonar o acordo com a União Europeia para reduzir o fluxo de migrantes se os seus cidadãos não tiverem isenção de vistos para o espaço europeu de livre circulação (espaço Schengen), alertou o ministro dos Negócios Estrangeiros.

Mevlut Cavusoglu disse ser "impossível" para Ancara alterar as leis antiterrorismo que Bruxelas deseja ver estreitadas e que impõe como uma das condições para a liberalização dos vistos

Mevlut Cavusoglu disse ser "impossível" para Ancara alterar as leis antiterrorismo que Bruxelas deseja ver estreitadas e que impõe como uma das condições para a liberalização dos vistos

© POOL New / Reuters

Mevlut Cavusoglu disse ser "impossível" para Ancara alterar as leis antiterrorismo que Bruxelas deseja ver estreitadas e que impõe como uma das condições para a liberalização dos vistos.

"Já lhes dissemos 'Não vos estamos a ameaçar' mas há uma realidade. Assinámos dois acordos [com a União Europeia] e os dois estão interligados", disse Cavusoglu, em declarações aos jornalistas na cidade turca de Antalya.

"Isto não é uma ameaça mas é necessário para um acordo", afirmou.

Segundo Cavusoglu, a Turquia irá recorrer a medidas "administrativas" para bloquear o acordo, se necessário.

Os líderes europeus insistem que a Turquia tem de cumprir 72 condições antes de ter direito a isenção de visto para os seus cidadãos, incluindo alterar a sua definição de 'terrorismo' de modo a deixar de abranger académicos e jornalistas, por vezes acusados de "propaganda terrorista".

"De que definição estão a falar? Cada país na Europa tem uma definição diferente de terrorismo", disse o ministro.

O acordo UE-Ancara, fechado a 18 de março e negociado para travar a vaga migratória através do mar Egeu, prevê que todos os migrantes que tenham entrado ilegalmente na Grécia desde 20 de março sejam devolvidos para o território turco. O protocolo prevê ainda a abertura de novos capítulos nas negociações para a adesão turca à UE.

Lusa

  • Três irmãos resgatados dos escombros em Itália
    1:24
  • Porto Editora acusada de discriminação
    2:55
  • Graça Fonseca, a primeira governante a assumir-se homossexual
    1:02

    País

    A secretária de Estado da Modernização Administrativa deu uma entrevista ao Diário de Notícias onde assume a sua homossexualidade. É a primeira vez que um governante português o faz. Graça Fonseca assume esta posição pública como uma "afirmação política".

  • Governo quer entregar OE 2018 a 13 de outubro
    1:33
  • Casa Branca isolada devido a pacote suspeito

    Mundo

    A Casa Branca foi esta terça-feira isolada devido à presença de um pacote suspeito junto a uma das vedações que limitam o edifício governamental norte-americano. A situação já foi normalizada e o objeto retirado do local.