sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Incêndio destrói futuro centro de refugiados na Áustria

A polícia austríaca anunciou hoje a abertura de um inquérito ao incêndio, esta madrugada, num centro de acolhimento recentemente construído no norte do país.

As consequências do incêndio que afeta a cidade de Alberta, no Canadá.

As consequências do incêndio que afeta a cidade de Alberta, no Canadá.

© Chris Wattie / Reuters

O acidente, que não causou qualquer vítima, destruiu o edifício em madeira. De acordo com a Cruz Vermelha, 48 pessoas deviam chegar, dentro de duas semanas, ao centro, situado em Altenfelden, uma localidade com 2.100 pessoas perto de Linz.

A polícia indicou não excluir qualquer hipótese nesta fase do inquérito relativamente às causas do incêndio, que deflagrou cerca das 02:00 locais (01:00 em Lisboa).

A 31 de dezembro, quatro requerentes de asilo ficaram feridos num incêndio de origem criminosa, num centro em Grunbach.

Ao contrário da Alemanha vizinha, a Áustria não registou, até hoje, qualquer caso de destruição voluntária de centros de acolhimento de refugiados.

No ano passado, o país recebeu cerca de 90 mil requerentes de asilo, ou seja mais de 1% da população. Desde o outono, o Estado pode impor às comunas o acolhimento de um número de migrantes que pode atingir 1,5% da sua população.

A onda de migração alimentou o voto de protesto neste pequeno país de 8,7 milhões de habitantes, onde o candidato do partido de extrema-direita FPO, Norbert Hofer, obteve 49,7% dos votos na segunda volta das presidenciais a 22 de maio, sendo derrotado pelo ecologista Alexander Van der Bellen.

Lusa

  • ANACOM apresenta recomendações para melhorar redes de telecomunicações
    1:17

    País

    A ANACOM entregou um conjunto de recomendações ao Governo, Parlamento, municípios e operadores de telecomunicações. A autoridade reguladora em Portugal das comunicações eletrónicas propõe que os cabos aéreos de telecomunicações sejam substituídos por cabos subterrâneos, entre outras coisas. O objetivo é impedir que as redes fiquem em baixo perante incêndios ou outras catástrofes.

  • Ministra do Mar não aceita suspensão da pesca da sardinha
    2:39

    Economia

    O organismo científico que aconselha a Comissão Europeia em matéria de pescas recomendou esta sexta-feira que Portugal e Espanha não pesquem sardinha no próximo ano. A Ministra do Mar não aceita esta recomendação de capturas zero e vai propor uma redução do limite de capturas de sardinha das 17 mil toneladas deste ano para cerca de 14 mil em 2018.

  • Atividade económica regista crescimento

    Economia

    A atividade económica portuguesa está a crescer ao maior ritmo dos últimos 17 anos. O crescimento registado em setembro é o mais elevado desde janeiro de 2000. Já o consumo privado registou uma diminuição face a agosto.

    SIC