sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Mais de 250 migrantes resgatados ao largo da ilha de Creta

Em desenvolvimento

Um barco que transportava centenas de pessoas naufragou hoje junto a Creta, a ilha mais a sul do arquipélago grego. Está em curso uma grande operação de resgate, anunciou a guarda-costeira da Grécia. Mais de 250 pessoas foram salvas.

Um porta-voz da polícia guarda-costeira disse que os sobreviventes foram resgatados por, pelo menos, quatro barcos que se encontravam na zona.

"A operação de resgate em curso está centrada a 75 milhas a sul da ilha de Creta e desconhece-se para já o número de migrantes em perigo", disse a mesma fonte.

A guarda-costeira tinha avançado anteriormente com a possibilidade de serem centenas os migrantes que se encontravam no barco que se virou.

A embarcação, de 25 metros de comprimento, foi avistado por um navio de passageiros que estava na zona e que deu o alerta, tendo depois a guarda-costeira enviado para o local dois barcos-patrulha, um avião e um helicóptero.

Em fuga da guerra, milhares de migrantes, a maioria sírios, enfrentam o mar em frágeis embarcações para fazer a curta mas perigosa travessia da Turquia para as ilhas gregas. Uma forma de alcançarem a Europa e escaparem à miséria.

Esta quarta-feira, Creta recebeu um grupo de 113 migrantes, a maioria afegãos. Desde o início da crise migratória, este foi o grupo mais numeroso a conseguir alcançar esta ilha grega.

As condições climatéricas mais favoráveis, bem como a acalmia do Mar Mediterrâneo, têm contribuído para que mais pessoas arrisquem também a travessia para Itália a partir da Líbia, onde domina o negócio de transporte marítimo ilegal.

Com Lusa

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01