sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Bruxelas quer sistema único europeu do cartão azul para migrantes

A Comissão Europeia propôs hoje um sistema único do modelo de autorização de residência de migrantes de fora da União Europeia (UE) conhecido como cartão azul que substitua os "sistemas nacionais paralelos em matéria de emprego altamente qualificado".

(arquivo)

(arquivo)

Amel Emric

A Comissão indicou que o sistema único visa dar a candidatos e a empregadores "maior clareza e tornar o sistema mais visível e competitivo", acrescentando que a revisão reforçará a mobilidade dentro do espaço comunitário, ao facilitar procedimentos e deslocações profissionais até 90 dias nos países que usem o cartão azul.

O novo modelo também "reduz o limiar salarial através da introdução de uma gama flexível" e a entrega do cartão azul a trabalhadores altamente qualificados beneficiários de proteção internacional, além de que os titulares terão "acesso mais rápido ao estatuto de residente de longa duração".

Numa conferência de imprensa em Estrasburgo (França), onde decorre uma sessão do Parlamento Europeu, o comissário responsável pela migração, Dimitris Avramopoulos, recordou que a "rápida e efetiva integração dos nacionais de países terceiros é fundamental para transformar a migração num benefício para a economia e coesão" da Europa.

Aos jornalistas, o responsável admitiu que a Europa "precisa de milhões" de migrantes, pelo que a Comissão "está a lançar hoje as bases legais" para que haja melhor preparação para receber trabalhadores.

"Pode precisar de 20 milhões ou mais. Ninguém sabe", respondeu o responsável, a uma questão que lembrava no lançamento do cartão azul (2009) se referia a necessidade da Europa em receber 20 milhões de pessoas.

Segundo os números de Bruxelas, apenas 31% dos migrantes altamente qualificados escolheu como destino a UE entre os países da OCDE e os 28 já enfrentam "carências estruturais" em setores como cuidados de saúdes e engenharia.

As estimativas para o novo sistema referem um "efeito económico positivo anual entre 1,4 e 6,2 mil milhões de euros graças aos trabalhadores altamente qualificados adicionais que se desloquem para a UE para trabalhar".

Esta reforma prevê que cada país continue responsável sobre o número de migrantes a admitir no seu território.

O Reino Unido, a Irlanda e a Dinamarca não participam na adoção da diretiva do cartão azul.

Perante os eurodeputados, o vice-presidente Frans Timmermans e a chefe da diplomacia europeia, Federica Mogherini, tinham apresentado um novo quadro de parceria para a migração, que passa pelo reforço da cooperação com países terceiros.

Entre os objetivos a alcançar está o "compromisso direcionado", com a UE a prever "recompensar os países dispostos a cooperar eficazmente" na área da migração e "assegurar que há consequências para os países que recusem fazê-lo", assim como o "apoio reforçado", que inclui os auxílios para melhorar "capacidades locais, designadamente o controlo das fronteiras, os procedimentos de asilo, a luta contra a introdução clandestina de migrantes e os esforços de reintegração".

O executivo comunitário pretende ainda "desmantelar o modelo de negócio dos passadores" de migrantes, "criar vias legais de migração", reforçar os instrumentos financeiros para apoiar os países e "trabalhar em conjunto".

"Os Estados-Membros são chamados a dar o seu contributo, disponibilizando recursos financeiros equivalentes e trabalhando em parceria com a UE na realização dos pactos acima referidos", indicou a Comissão Europeia, em comunicado.

Lusa

  • Habitantes de Almeida barricaram-se durante seis horas em agência da CGD
    2:31

    País

    Perto de 100 pessoas estiveram esta quarta-feira barricadas na agência da Caixa Geral de Depósitos em Almeida, distrito da Guarda. O protesto contra o encerramento da agência só terminou quase seis horas depois, com a garantia que os autarcas serão recebidos na próxima terça-feira pela Administração do banco público. 

  • Carro que atropelou adepto encontrado na casa de um amigo do suspeito
    2:18

    Desporto

    O carro que terá atropelado o adepto italiano que morreu junto ao Estádio da Luz foi encontrado esta terça-feira, numa garagem na Amadora, na casa de um amigo do suspeito. Trata-se de um homem na casa dos 30 anos que pertence à claque No Name boys e é agora procurado pela Polícia Judiciária.

  • Depois de dar a volta (de bicicleta de Lisboa a Setúbal)

    País

    Missão cumprida. A SIC foi dar uma volta de bicicleta, acompanhando a primeira etapa de uma iniciativa que pretende impulsionar o uso dos velocípedes no país. Ao longo desta quarta-feira, publicámos vários vídeos em direto na página de Facebook da SIC Notícias, que aqui reunimos, em jeito de balanço.

    Ricardo Rosa

  • Web Summit inaugura primeiro escritório fora da Irlanda em Lisboa
    1:58

    Web Summit

    A Web Summit inaugurou em Lisboa o primeiro escritório fora da Irlanda, que vai dar emprego a 20 pessoas, algumas portuguesas. O próximo objectivo é alargar eventos a outros pontos do país. A conferência internacional regressa a Lisboa entre 6 e 9 de novembro e a organização espera ter 60 mil participantes.

  • Trump volta a apelar ao fim do programa nuclear de Pyongyang
    1:43

    Mundo

    Donald Trump voltou a apelar à Coreia do Norte para que abandone o programa nuclear e opte pela via do diálogo. O Presidente dos Estados Unidos chamou à Casa Branca, para uma reunião extraordinária, todos os senadores norte-americanos para serem informados sobre a atual crise com a Coreia do Norte.

  • Ivanka Trump vaiada por defender o pai durante debate sobre igualdade de género
    1:51

    Mundo

    Com o propósito de criar pontes com Donald Trump, a chanceler alemã Angela Merkel convidou a filha mais velha do Presidente norte-americano para participar numa cimeira. No entanto as coisas não correram muito bem e Ivanka Trump foi vaiada pela audiência por ter defendido o pai quando o assunto era a igualdade de género. 

  • Papa apelou à revolução da ternura
    0:52
  • Irmã da mulher mais pesada do mundo acusa hospital de mentir

    Mundo

    A irmã da mulher egípcia que se acreditava ser a mais pesada do mundo acusou os médicos de mentirem acerca da sua perda de peso. No entanto, o hospital que realizou a cirurgia bariátrica já respondeu às acusações, defendendo que a mulher pesa agora 172 quilos.

  • Diário de John F. Kennedy vendido por 660 mil euros

    Mundo

    Um diário escrito por John F. Kennedy quando jovem, durante uma curta passagem pelo jornalismo, depois da II Guerra Mundial, foi vendido por mais de 700 mil dólares (642 mil euros), informou esta quarta-feira uma casa de leilões.