sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Hungria recusa receber migrantes da Áustria sob regras da UE

A Hungria recusou hoje aceitar de volta vários milhares de migrantes que a Áustria diz que devem ser reenviados segundo as regras da União Europeia (UE), acrescentando mais uma premissa para a tensão política entre os dois países.

© Leonhard Foeger / Reuters

"Está claro que a Hungria não pode aceitar esses migrantes", disse hoje o ministro da Defesa húngaro, Istvan Simicsko, numa conferência de imprensa conjunta, em Budapeste, com o seu homólogo austríaco, Peter Doskzil.

"Para que os pudéssemos receber teriam de ter iniciado a viagem a partir da Hungria. Mas atravessaram vários países antes de aqui chegarem. Não chegaram cá por magia. Passaram por muitos outros países primeiro", incluindo a Grécia, disse Simicsko.

Sob o muito criticado Tratado de Dublin, aprovado pela UE, os requerentes de asilo devem ser registados no primeiro país membro dos «28» a que chegarem. Vários países, porém, já suspenderam o reenvio para a Grécia.

A Áustria, onde cerca de 90.000 refugiados pediram asilo, a segunda maior média "per capita" na UE, defendeu que conta no país com milhares de migrantes que deveriam regressar à Hungria.

O ministro da Defesa austríaco indicou, por seu lado, que continuam a chegar diariamente à Áustria cerca de 150 refugiados provenientes da Hungria, onde a maioria é registada, depois de, a partir da Grécia, terem passado pela Macedónia, Bulgária e Sérvia.

Atualmente, a Áustria não está a reenviar para a Hungria qualquer refugiado, na sequência de uma decisão judicial austríaca, datada de setembro de 2015, que evitou que uma família afegã regressasse a território húngaro devido às "condições desumanas" aí existentes.

Lusa

  • "Fiz coisas de que me envergonho"
    2:31

    Grande Reportagem SIC

    Carlos Queiroz, ex-selecionador de Portugal, dá-nos uma entrevista forte e transparente. Entrevistámo-lo no Dubai, um lugar que a investigação da SIC coloca no centro do mapa do escândalo do GES/BES. Aqui antecipamos a Grande Reportagem da próxima semana.

    Exclusivo online