sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Hungria recusa receber migrantes da Áustria sob regras da UE

A Hungria recusou hoje aceitar de volta vários milhares de migrantes que a Áustria diz que devem ser reenviados segundo as regras da União Europeia (UE), acrescentando mais uma premissa para a tensão política entre os dois países.

© Leonhard Foeger / Reuters

"Está claro que a Hungria não pode aceitar esses migrantes", disse hoje o ministro da Defesa húngaro, Istvan Simicsko, numa conferência de imprensa conjunta, em Budapeste, com o seu homólogo austríaco, Peter Doskzil.

"Para que os pudéssemos receber teriam de ter iniciado a viagem a partir da Hungria. Mas atravessaram vários países antes de aqui chegarem. Não chegaram cá por magia. Passaram por muitos outros países primeiro", incluindo a Grécia, disse Simicsko.

Sob o muito criticado Tratado de Dublin, aprovado pela UE, os requerentes de asilo devem ser registados no primeiro país membro dos «28» a que chegarem. Vários países, porém, já suspenderam o reenvio para a Grécia.

A Áustria, onde cerca de 90.000 refugiados pediram asilo, a segunda maior média "per capita" na UE, defendeu que conta no país com milhares de migrantes que deveriam regressar à Hungria.

O ministro da Defesa austríaco indicou, por seu lado, que continuam a chegar diariamente à Áustria cerca de 150 refugiados provenientes da Hungria, onde a maioria é registada, depois de, a partir da Grécia, terem passado pela Macedónia, Bulgária e Sérvia.

Atualmente, a Áustria não está a reenviar para a Hungria qualquer refugiado, na sequência de uma decisão judicial austríaca, datada de setembro de 2015, que evitou que uma família afegã regressasse a território húngaro devido às "condições desumanas" aí existentes.

Lusa

  • A rã que brilha no escuro
    2:08
  • Indonésio encontrado dentro de cobra pitão

    Mundo

    Akbar Salubiro, de 25 anos, esteve perto de 24 horas desaparecido na remota ilha indonésia de Sulawesi. Acabou por ser encontrado um dia depois, no jardim da própria casa, dentro de uma pitão de 7 metros.