sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Bebé nasce no mar Mediterrâneo depois da marinha holandesa ter resgatado a mãe

Uma menina nasceu no Mediterrâneo a bordo de um navio holandês que salvou a sua mãe eritreia e 243 outros migrantes de uma embarcação em dificuldades, anunciou hoje o Ministério da Defesa holandês.

"A Gelila nasceu na quinta-feira a bordo da fragata Van Amstel. A sua mãe foi salva na quarta-feira a bordo de um navio a 80 milhas (150 quilómetros) a sudoeste da Grécia, com 244 pessoas a bordo", disse à agência francesa AFP Karen Loos-Galijns, porta-voz da marinha real holandesa.

A mãe decidiu chamar Gelila à bebé, que significa, segundo ela, "do oceano". "A criança é frágil, mas a mãe e o recém-nascido aguentaram bem", assegurou o ministério.

Identificados por um avião da patrulha marítima italiana, os 244 migrantes foram salvos por um navio holandês inserido no quadro da operação Triton da Agência Europeia de Gestão da Cooperação Operacional nas Fronteiras Externas dos Estados-Membros da União Europeia (Frontex).

A marinha holandesa não precisou de onde é que o barco - que transportava 181 homens, 23 mulheres (das quais algumas estavam grávidas) e 40 crianças - tinha partido.

"A Van Amstel estava a caminho de Itália, onde o navio devia trazer de volta para terra firme 197 migrantes socorridos um dia antes a 75 milhas a sudoeste de Creta", e teve que mudar de rumo "a toda a velocidade", explicou o ministério.

No total, 441 pessoas foram assim levadas para Trapani, na Sicília, hoje de manhã.

Segundo o Alto-Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), mais de 52.600 migrantes chegaram este ano pelo mar a Itália, uma média de mais de 300 por dia, que tende a aumentar este ano. Quase todos estes migrantes são naturais da África Ocidental ou do Corno de África e vêm através da Líbia.

Mais de 11% dos novos migrantes chegados são mulheres e muitas estão grávidas. Os navios de socorro que patrulham o mar entre a Líbia e a Itália registaram nos últimos anos cerca de meia-dúzia de nascimentos nas horas que se seguiram ao resgate da mãe.

Lusa

  • Encontrado corpo de mariscador desaparecido no Barreiro

    País

    O corpo do homem com cerca de 50 anos apareceu esta manhã junto ao Clube Naval do Barreiro, na mesma zona onde tinha desaparecido na noite deste sábado. A informação já foi confirmada à SIC pela Polícia Marítima, que adiantou que o corpo já foi levado para a morgue. O alerta foi dado por volta das 22:30 de ontem pelos companheiros de nacionalidade chinesa que estavam com a vítima na apanha de bivalves na margem sul do Tejo.

  • IPSS despejada nos Açores
    2:25

    País

    A IPSS Aurora Social, de Ponta Delgada, nos Açores, foi notificada pelo tribunal a abandonar a cozinha onde, há mais de 20 anos, fornece comida a quem mais precisa. A decisão judicial partiu de uma queixa dos moradores e põe em causa os postos de trabalho de 13 funcionárias, a maioria com deficiência. Há dois anos que a Secretaria Regional de Solidariedade Social dos Açores tenta encontrar uma alternativa à cozinha, que tem licença da câmara.

  • Pais revoltados com transporte de crianças do Mogadouro
    4:14

    País

    Os pais dos alunos de algumas aldeias de Mogadouro estão preocupados com a falta de segurança do transporte dos filhos para a escola, na sede de concelho. Os pais contestam o autocarro degradado, que avaria com frequência, e a falta de cintos de segurança em percursos rurais com dezenas de quilómetros.

  • Quer conhecer os cães mais feios do mundo?
    1:15
  • Líder do Daesh abatido durante fuga

    Daesh

    Um líder do Daesh e o assistente foram abatidos pela polícia iraquiana, em Mossul. A notícia é avançada pela agência EFE que esclarece que os dois homens terão sido mortos enquanto fugiam do Oeste para Este da cidade iraquiana através do rio Tigre.