sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Médicos Sem Fronteiras recusam fundos da UE em protesto contra políticas europeias

A organização Médicos Sem Fronteiras vai recusar financiamento da União Europeia e dos estados-membros em protesto contra um acordo estabelecido pela UE, que visa suster o fluxo de refugiados e migrantes. Esse acordo teve como "consequência direta" que, "nas ilhas gregas, mais de oito mil pessoas, incluindo centenas de menores que viajaram sozinhos, estão bloqueadas", vivendo em "condições terríveis, em campos sobrelotados, por vezes durante meses".

A decisão de rejeitar fundos é um protesto contra "a resposta vergonhosa da Europa, que se focaliza mais na dissuasão do que na ajuda e na proteção" dos migrantes e refugiados que chegam à Europa, explicou Jérôme Oberreit, secretário geral dos Médicos Sem Fronteiras.

"Esta decisão tem efeito imediato e será aplicada a todos os projetos dos Médicos Sem Fronteiras em todo o mundo", comunicou.

Os Médicos Sem Fronteiras consideram que as políticas europeias para as migrações visam "repelir as pessoas e o seu sofrimento para longe das costas europeias".

Como exemplo, a organização cita o acordo entre a União Europeia e a Turquia, assinado em março, no quadro do qual este país aceitou receber todos os migrantes, incluindo os requerentes de asilo, que cheguem à costa da Grécia, mas cujas condições de acolhimento têm sido alvo de críticas internacionais.

As atividades dos Médicos Sem Fronteiras são financiadas em mais de 90% por doações privadas, mas, no ano passado, a organização humanitária recebeu 19 milhões de euros da União Europeia e outros 37 milhões dos seus Estados-membros.

Com Lusa

  • Marinha e Exército dão luz verde ao Aeroporto do Montijo

    País

    De acordo com a edição deste domingo do Diário de Notícias, o Exército e a Marinha já comunicaram à Força Aérea disponibilidade para desocupar parcialmente a base aérea e o Montijo se transformar num num aeroporto complementar ao de Lisboa.

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Irão lança míssil de médio alcance
    1:13

    Mundo

    Três dias depois do discurso hostil de Donald Trump nas Nações Unidas, o Irão testou um novo míssil de médio alcance que atingiu uma altura de dois mil quilómetros. Teerão diz que o teste não viola o acordo nuclear.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.