sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Médicos Sem Fronteiras recusam fundos da UE em protesto contra políticas europeias

A organização Médicos Sem Fronteiras vai recusar financiamento da União Europeia e dos estados-membros em protesto contra um acordo estabelecido pela UE, que visa suster o fluxo de refugiados e migrantes. Esse acordo teve como "consequência direta" que, "nas ilhas gregas, mais de oito mil pessoas, incluindo centenas de menores que viajaram sozinhos, estão bloqueadas", vivendo em "condições terríveis, em campos sobrelotados, por vezes durante meses".

A decisão de rejeitar fundos é um protesto contra "a resposta vergonhosa da Europa, que se focaliza mais na dissuasão do que na ajuda e na proteção" dos migrantes e refugiados que chegam à Europa, explicou Jérôme Oberreit, secretário geral dos Médicos Sem Fronteiras.

"Esta decisão tem efeito imediato e será aplicada a todos os projetos dos Médicos Sem Fronteiras em todo o mundo", comunicou.

Os Médicos Sem Fronteiras consideram que as políticas europeias para as migrações visam "repelir as pessoas e o seu sofrimento para longe das costas europeias".

Como exemplo, a organização cita o acordo entre a União Europeia e a Turquia, assinado em março, no quadro do qual este país aceitou receber todos os migrantes, incluindo os requerentes de asilo, que cheguem à costa da Grécia, mas cujas condições de acolhimento têm sido alvo de críticas internacionais.

As atividades dos Médicos Sem Fronteiras são financiadas em mais de 90% por doações privadas, mas, no ano passado, a organização humanitária recebeu 19 milhões de euros da União Europeia e outros 37 milhões dos seus Estados-membros.

Com Lusa

  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Opinião

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Pj ainda não fez detenções relacionadas com atropelamento de adepto italiano
    1:52

    Desporto

    As autoridades policiais confirmaram à SIC que o atropelamento que fez este sábado uma vítima mortal, junto ao Estádio da Luz, não terá sido acidental. A Policia Judiciária já saberá quem foi o autor do atropelamento. O homem faria parte do grupo de adeptos do Benfica, que se envolveram em confrontos com adeptos do Sporting.