sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Papa Francisco acolhe mais refugiados sírios provenientes da Grécia

O Vaticano anunciou que um novo grupo de requerentes de asilo proveniente da ilha grega de Lesbos foi recebido em Roma, dois meses depois de o papa Francisco ter acolhido três famílias de refugiados sírios.

Papa Francisco vai visitar ilha grega de Lesbos no dia 16 abril

Papa Francisco vai visitar ilha grega de Lesbos no dia 16 abril

© Tony Gentile / Reuters

Em abril passado, e depois de uma breve visita à ilha de Lesbos, Francisco convidou num "gesto de acolhimento" três famílias sírias (12 pessoas, incluindo seis menores) a viajarem até Roma a bordo do seu avião.

As famílias, todas de confissão muçulmana, eram oriundas de Damasco e de Deir Ezzor, cidade síria localizada nos territórios controlados pelo Daesh.

Este novo grupo, composto por seis adultos e três menores, chegou na quinta-feira à capital italiana, escoltados pela força de elite do Vaticano (Guarda Suíça), pelas autoridades italianas e gregas, bem como por membros da comunidade católica Santo Egídio, que será responsável pelo processo de acolhimento, suportado financeiramente pela Santa Sé.

Os nove refugiados sírios, incluindo dois cristãos, estavam a viver no campo de refugiados de Kara Tepe, na ilha de Lesbos, onde chegaram depois de ter realizado a travessia marítima a partir da Turquia.

O papa Francisco tem sido um acérrimo defensor da receção na Europa de refugiados que fogem de cenários de guerra e de pobreza, tendo apelado a todas as paróquias europeias para acolherem uma família de refugiados. O Vaticano conta com duas paróquias que acolheram duas famílias cristãs.

Em abril passado, muitos católicos expressaram surpresa e até alguma indignação com a ausência de cristãos entre os refugiados acolhidos pelo papa.

Na altura, Francisco respondeu: "Não fiz uma escolha entre cristãos e muçulmanos. Todos os refugiados são filhos de Deus".

Lusa

  • Eurogrupo dá luz verde ao Orçamento do Estado
    0:29

    Orçamento do Estado 2017

    O Orçamento português passou no Eurogrupo mas os ministros das Finanças alertam que podem ser precisas mais medidas para cumprir as metas e em março vão voltar a olhar para as contas. Para já, estão satisfeitos com o compromisso assumido por Mário Centeno e mais sete ministros da zona euro, cujos Orçamentos estão em risco de incumprimento.

  • Youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Reportagem da SIC "Renegados"
    1:27

    Grande Reportagem SIC

    O youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Grande Reportagem SIC "Renegados".Desde ontem já teve 67 mil visualizações no Facebook. Imagine que ia renovar o cartão de cidadão e diziam-lhe que afinal não é português? Mesmo tendo nascido, crescido, estudado e trabalhado sempre em Portugal? Foi o que aconteceu a inúmeras pessoas que nasceram depois de 1981, quando a lei da nacionalidade foi alterada.«Renegados» é como se sentem estes filhos de uma pátria que os excluiu. Para ver, esta quarta-feira, no Jornal da Noite da SIC.

  • "A nossa guerra não deixou heróis, só vilões e vítimas"
    5:26

    Mundo

    Luaty Beirão é o rosto mais visível de um movimento de contestação ao regime angolano que começou em 2011, ano da Primavera árabe. Mas a par dos 15+2, mediatizados num processo que os condenou por lerem um livro, outros activistas arriscam diariamente a liberdade. A SIC esteve em Luanda e falou com o advogado Adolfo Campos e com os músicos Carbono Casimiro, Mona Dya Kidi e David Salei. Já todos estiveram presos. Já todos foram vítimas de violência policial. Defendem que "a geração anterior comprometeu o país" e acreditam que só a mudança política pode trazer um futuro melhor. Para estes jovens activistas, a guerra que arrasou o país, e com que o regime justifica tudo, não deixou heróis, apenas "vilões e vítimas".

  • Homem e cão resgatados das águas na Andaluzia
    0:32