sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Polícia Marítima resgata 31 refugiados do Mar Egeu

A equipa da Polícia Marítima (PM), em missão na ilha grega de Lesbos, resgatou 31 migrantes e refugiados do mar Egeu, numa altura em que se regista um aumento do fluxo migratório entre a Turquia e a Grécia.

No comunicado hoje divulgado, a Autoridade Marítima Nacional (AMN) refere que o resgate dos 31 migrantes e refugiados, dois dos quais crianças e cinco mulheres, aconteceu na quarta-feira de manhã durante uma patrulha da equipa da PM, que está na Grécia no âmbito de uma missão da agência europeia Frontex.

A AMN adianta que os migrantes e refugiados, oriundos dos Camarões, Egipto, Mali, Marrocos, Palestina, República Dominicana, Senegal e Síria, queriam chegar a território europeu "a todo o custo e não entendiam que a equipa da PM os pretendia ajudar".

Segundo a AMN, os migrantes estavam "muito agitados, nervosos, pouco cooperantes e não obedeciam às ordens" da equipa de resgate portuguesa e colocavam "em risco de vida" um bebé com poucos meses, uma criança com 2 anos e uma mulher em final de gravidez.

Depois de resgatados, foram levados para o porto grego de Skala Sikaminea, onde desembarcaram em segurança e ajudados por elementos da guarda-costeira da Grécia e da agência Frontex, que fazem o controlo de refugiados e migrantes.

Uma equipa da Polícia Marítima, composta por 13 elementos, está no Mar Egeu, na Grécia, desde 1 de outubro do ano passado, no âmbito de uma operação da Agência Europeia da Gestão da Cooperação Operacional nas Fronteiras Externas dos Estados-Membros da União Europeia (Frontex).

A operação, denominada "Poseidon Sea 2015", tem "o objetivo de cooperar no controlo e vigilância das fronteiras marítimas gregas e no combate ao crime transfronteiriço".

Segundo a AMN, a patrulha portuguesa resgatou, até ao momento, 3.308 refugiados e migrantes, 845 bebés e crianças e 716 mulheres, e deteve cinco facilitadores.

A PM vai manter o seu apoio à guarda-costeira Grega até 30 de setembro de 2016.

Lusa

  • A estreia de Centeno como líder do Eurogrupo
    1:56
  • Puigdemont chegou à Dinamarca e não foi detido

    Mundo

    A Justiça espanhola pediu à Dinamarca para ativar a ordem de detenção europeia contra Carles Puigdemont, que ignorou as ameaças de detenção e decidiu deslocar-se a Copenhaga para participar numa conferência. Entretanto na Catalunha, o presidente do parlamento propôs Puigdemont para voltar a dirigir o Governo Regional.

  • Eleição de Rio "embaraça" PCP e BE
    0:34

    Opinião

    Luís Marques Mendes considera que a eleição de Rui Rio veio criar embaraço ao PCP e Bloco de Esquerda. O comentador da SIC considera que a promessa de que venha a haver pactos de regime entre PS e PSD é motivo de preocupação para os parceiros do Governo.

    Luís Marques Mendes

  • O caso Assange é "um problema" para o Equador

    Mundo

    O Presidente equatoriano, Lenin Moreno, declarou no domingo que o asilo atribuído ao fundador do WikiLeaks, Julian Assange, pela embaixada do Equador em Londres desde 2012 é "um problema herdado" que constitui "mais que um aborrecimento".