sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Polícia Marítima resgata 31 refugiados do Mar Egeu

A equipa da Polícia Marítima (PM), em missão na ilha grega de Lesbos, resgatou 31 migrantes e refugiados do mar Egeu, numa altura em que se regista um aumento do fluxo migratório entre a Turquia e a Grécia.

No comunicado hoje divulgado, a Autoridade Marítima Nacional (AMN) refere que o resgate dos 31 migrantes e refugiados, dois dos quais crianças e cinco mulheres, aconteceu na quarta-feira de manhã durante uma patrulha da equipa da PM, que está na Grécia no âmbito de uma missão da agência europeia Frontex.

A AMN adianta que os migrantes e refugiados, oriundos dos Camarões, Egipto, Mali, Marrocos, Palestina, República Dominicana, Senegal e Síria, queriam chegar a território europeu "a todo o custo e não entendiam que a equipa da PM os pretendia ajudar".

Segundo a AMN, os migrantes estavam "muito agitados, nervosos, pouco cooperantes e não obedeciam às ordens" da equipa de resgate portuguesa e colocavam "em risco de vida" um bebé com poucos meses, uma criança com 2 anos e uma mulher em final de gravidez.

Depois de resgatados, foram levados para o porto grego de Skala Sikaminea, onde desembarcaram em segurança e ajudados por elementos da guarda-costeira da Grécia e da agência Frontex, que fazem o controlo de refugiados e migrantes.

Uma equipa da Polícia Marítima, composta por 13 elementos, está no Mar Egeu, na Grécia, desde 1 de outubro do ano passado, no âmbito de uma operação da Agência Europeia da Gestão da Cooperação Operacional nas Fronteiras Externas dos Estados-Membros da União Europeia (Frontex).

A operação, denominada "Poseidon Sea 2015", tem "o objetivo de cooperar no controlo e vigilância das fronteiras marítimas gregas e no combate ao crime transfronteiriço".

Segundo a AMN, a patrulha portuguesa resgatou, até ao momento, 3.308 refugiados e migrantes, 845 bebés e crianças e 716 mulheres, e deteve cinco facilitadores.

A PM vai manter o seu apoio à guarda-costeira Grega até 30 de setembro de 2016.

Lusa

  • Passos explica porque se sentiu irritado com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o Presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas de que foi alvo.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.