sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

ACNUR denuncia que só foram relocalizados 3% dos requerentes de asilo na UE

O Alto-Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) denunciou esta terça-feira que a União Europeia relocalizou 4.776 requerentes de asilo chegados a Itália e Grécia, apenas três por cento dos 160.000 que se comprometeu a relocalizar em dois anos.

Após o súbito aumento das chegadas de refugiados às costas europeias sobretudo provenientes da Síria, mas também do Iraque e do Afeganistão, a UE comprometeu-se há um ano a relocalizar noutros países da União 160.000 requerentes de asilo em 24 meses.

Contudo, passado um ano, as promessas concretizadas representam só 03% dos casos.

Perante esta situação, o ACNUR emitiu hoje um apelo para que aumente o empenho na relocalização de migrantes, especialmente de crianças desacompanhadas, se acelerem os processos de registo e transferências de candidatos e se alargue o esquema a mais nacionalidades, além das três inicialmente incluídas.

Segundo dados da UE, até à data, 3.712 requerentes de asilo partiram da Grécia para países terceiros.

De Itália, puderam ser relocalizados 1.064 requerentes de asilo em 16 países.

Lusa

  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    2:24
  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.