sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Portugal rejeita ideia de suspensão da Hungria da União Europeia

O ministro dos Negócios Estrangeiros português rejeitou esta quinta-feira a posição do seu homólogo luxemburguês sobre a suspensão da Hungria da União Europeia, afirmando que Portugal defende o acesso de novos países à comunidade e não a saída de Estados.

"Portugal entende que os 28 Estados-membros da União Europeia são todos necessários à União Europeia e que, uma vez consumado o brexit [saída do Reino Unido], os 27 Estados-membros da União Europeia são todos necessários à União Europeia", disse aos jornalistas o ministro Augusto Santos Silva, quando questionado sobre a posição do seu homólogo luxemburguês.

"Nós somos favoráveis à integração, ao acesso de novos países à União Europeia e não propriamente à saída de países da União Europeia", especificou.

O chefe da diplomacia do Luxemburgo, Jean Asselborn, defendeu esta semana que a Hungria deveria ser suspensa da União Europeia por violar os seus valores fundamentais e tratar os refugiados "pior do que animais selvagens".

Sobre o acolhimento de refugiados, Santos Silva reiterou que se trata de uma "obrigação dos Estados à luz do direito internacional e, em particular, do direito humanitário".

"Temos acolhido todos aqueles que nos demandam, sendo neste momento Portugal o segundo país da União Europeia que mais refugiados recolocou, como também nos oferecemos para duplicar a quota que nos cabia", indicou.

O ministro dos Negócios Estrangeiros falava à margem da uma sessão de apresentação sobre o ensino do português para as comunidades portuguesas, que decorreu na sede do Camões - Instituto para a Cooperação e a Língua, em Lisboa.

"Não podemos aceitar que os valores fundamentais da União Europeia estejam a ser massivamente violados", disse Asselborn ao diário alemão Die Welt, citado pela agência AFP.

"Aqueles que, como a Hungria, levantam cercas contra refugiados de guerra, violam a liberdade de imprensa e a independência do poder judicial, deveriam ser excluídos temporariamente, ou se necessário permanentemente, da UE", acrescentou.

Asselborn referia-se à cerca, com arame farpado, que a Hungria erigiu no ano passado ao longo da sua fronteira sul para impedir o forte afluxo de migrantes que se dirigem para o norte da Europa através da chamada rota dos Balcãs.

Afirmou ainda que líderes como Orban estão a manchar a reputação da UE, dando a impressão que o bloco já não vive de acordo com os valores que defende no palco internacional.

Lusa

  • Jovens adoptados e filha do líder da IURD com versões diferentes dos acontecimentos
    4:06

    País

    Os jovens adoptados e a filha do bispo Edir Macedo, que alegadamente os adoptou, têm versões diferentes sobre o que aconteceu. Vera e Luís Katz garantem que foram adoptados por uma família norte-americana, com que viveram até aos 20 anos. Viviane Freitas, filha do líder da Igreja Universal do Reino de Deus, conta que foi mãe das crianças durante três anos, apesar de lhe ter sido negada a adopção.

  • Cabecilha da seita Verdade Celestial é "mentiroso, egocêntrico e psicótico"
    2:22

    País

    O cabecilha da seita "Verdade Celestial" foi condenado a 23 anos de pena de prisão por abusos sexuais de crianças e adolescentes. O juiz diz que o cabecilha do grupo era mentiroso patológico, egocêntrico, impulsivo e com personalidade psicótica. Dos oito acusados, duas mulheres foram absolvidas e seis arguidos foram condenados a penas efetivas. A rede de abusadores foi desmantelada há dois anos, numa quinta de Palmela.

  • Mau tempo obriga ao cancelamento de centenas de voos na Europa
    1:21
  • Antigos quadros da Facebook declaram-se preocupados com efeitos da rede social

    Mundo

    Alguns dos antigos quadros da empresa Facebook estão a começar a exprimir sérias dúvidas sobre a rede social que ajudaram a criar, foi noticiado. A Facebook explora "uma vulnerabilidade na psicologia humana" para criar dependência entre os seus utilizadores, afirmou o primeiro presidente da empresa, Sean Parker, num fórum público.