sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

UE ajuda Sérvia com câmaras de imagem térmica e formação

Refugiados sírios atravessam a fronteira entre a Sérvia e a Hungria

© Bernadett Szabo / Reuters

A União Europeia vai fornecer à Sérvia câmaras de imagem térmica para ajudar a prevenir o afluxo de migrantes às suas fronteiras, anunciou hoje a missão da UE em Belgrado.

A delegação da UE em Belgrado e a Organização Internacional para as Migrações "assinaram um contrato de um milhão de euros" que prevê "um sistema fixo de vigilância térmica, câmaras de imagem térmica portáteis", bem como a formação de pessoal e uma ajuda administrativa, indica um comunicado da União.

Está ainda previsto o destacamento "de até 50 oficiais de países membros da UE" para apoiar a polícia de fronteiras sérvia.

A UE vai também fornecer "um número significativo de veículos e de pessoal, assim como um apoio para reforçar as capacidades de acolhimento" da Bulgária, país de onde vem a maioria dos refugiados que entram na Sérvia.

Utilizada por centenas de milhares de migrantes, a rota dos Balcãs foi encerrada em março, mas são ainda muitos os que tentam diariamente alcançar a Europa Ocidental. Ascendem a cerca de 6.000 na Sérvia, vivendo em campos por vezes com condições sanitárias precárias.

A Sérvia reforçou no verão o controlo das suas fronteiras e o exército participa agora nas patrulhas. Belgrado apelou a uma solução global para a questão dos migrantes, alertando não ter meios para acolher um número elevado de pessoas bloqueadas "à porta" da Europa.

Segundo as autoridades sérvias, 102.000 migrantes foram registados no país desde o início do ano.

Lusa

  • Prisão preventiva para homicida de Barcelos
    1:43

    País

    O alegado homicida de Barcelos vai ficar em prisão preventiva, por quatro crimes de homicídio. Adelino Briote foi ouvido este sábado de manhã no Tribunal de Braga, depois de na sexta-feira ter alegadamente degolado quatro pessoas na freguesia de Tamel, em Barcelos.

  • Morte de portuguesa no Luxemburgo afinal não aconteceu

    País

    A morte de uma portuguesa em Bettembourg, no sul do Luxemburgo, não terá acontecido. O Jornal do Luxemburgo avançou, esta manhã, que a emigrante portuguesa tinha sido baleada mortamente pelo filho, uma informação entretanto desmentida por outro jornal online. Segundo o Bom Dia Luxemburgo, o que aconteceu foi afinal uma rusga policial.

  • Estamos quase na hora de verão

    País

    Esta madrugada muda a hora. Quando for 1h00, os relógios adiantam para as 2h00. Será uma noite com menos tempo de sono, mas os dias vão ficar mais longos com o chamado horário de verão.

  • Hora do Planeta, apagam-se as luzes para despertar consciências
    2:19
  • Milhares nas cerimónias fúnebres de dirigente do Hamas

    Mundo

    Milhares de palestinianos participaram nas cerimónias fúnebres de um dirigente do Hamas, assassinado esta sexta-feira, na Faixa de Gaza. Vários homens armados acompanharam o cortejo fúnebre até à mesquita, onde se fizeram as últimas orações.