sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Hungria desafia UE e referenda quotas para refugiados

A Hungria realiza hoje um referendo sobre o sistema europeu de recolocação de refugiados, com o Governo do populista de Viktor Órban ativamente envolvido numa campanha de desafio à União Europeia e repúdio aos refugiados.

Segundo as sondagens, a maioria dos 8,3 milhões de eleitores deve responder "não" à pergunta "A Europa deve ditar a instalação obrigatória de cidadãos não-húngaros na Hungria mesmo sem acordo da Assembleia Nacional?".

Para que o resultado seja válido, a taxa de participação tem de atingir os 50% mais um, o que não parece assegurado, com apenas 42% de eleitores a dizerem-se certos de que irão votar.

A campanha do Governo, considerada "tóxica" pela Amnistia Internacional, assentou em mensagens alertando para "o perigo" que representam "milhões de refugiados" desejosos de ir para a Hungria e associando diretamente refugiados e terrorismo islâmico.

A oposição socialista pediu um boicote, argumentando que "uma pergunta estúpida" só pode ter "uma resposta estúpida", e a formação de protesto satírica "Partido do Cão com Duas Caudas" pediu aos eleitores para votarem "sim", mas também "não", e fazerem "um desenho bonito" no boletim, invalidando o voto.

Lusa

  • Obrigada a vir dos EUA, de 3 em 3 semanas, para ver o filho
    2:00

    País

    O episódio de hoje de Vidas Suspensas envolve uma médica dentista norte-americana e um empresário português. Um exemplo do que acontece a muitos portugueses que casam com estrangeiros: quando se divorciam, coloca-se a questão de saber para que país vão os filhos.

    Hoje na SIC

  • "Não era o jogo ideal para estreia do videoárbitro"
    4:50
  • Uma em cada dez crianças já foi vítima de cyberbullying
    10:41
  • "Sou Presidente de uma pátria com os melhores bombeiros do mundo"
    1:20

    País

    O Presidente da Liga dos Bombeiros, Jaime Marta Soares, avisou este domingo o Governo de que os bombeiros admitem usar o machado da paz para fazer a guerra. Marcelo Rebelo de Sousa destacou o orgulho que sente em ser "Presidente de uma pátria que tem os melhores bombeiros do mundo".