sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Ação judicial de ONG tenta travar desmantelamento de acampamento de Calais

Um grupo de onze Organizações Não Governamentais (ONG) anunciaram hoje uma ação judicial para travar o desmantelamento do acampamento de Calais, em França, onde estão instalados milhares de imigrantes.

As ONG, entre as quais está a Secours Catholique (a Caritas França), anunciaram que entregaram um pedido nesse sentido ao Tribunal Administrativo de Lille, que tem 48 horas para se pronunciar.

O objetivo, segundo o documento que entregaram no tribunal, é "obter sem mais demoras diferentes medidas de proteção" para as pessoas instaladas naquele acampamento em Calais, perto do porto de onde saem os ferries que ligam França ao Reino Unido.

As organizações querem que seja avaliada a situação e que as pessoas em situação mais vulnerável tenham um tratamento diferenciado.

O Governo francês quer realojar o grosso daquelas pessoas em centros de acolhimento espalhados pelo país e que o Reino Unido aceite a entrada de todos os que têm ligações familiares em território britânico, em especial os menores.

Segundo o último balanço das autoridades francesas, há entre 5.684 e 6.486 imigrantes no acampamento de Calais, um pouco menos do que os 6.901 identificados em meados de agosto.

A maioria destas pessoas é de países pobres ou em conflito, como Afeganistão, Eritreia ou Somália, e o seu objetivo é conseguir atravessar o Canal da Mancha e entrar no Reino Unido.

Lusa

  • Montenegro nunca será candidato contra Passos
    0:50
  • Dijsselbloem não comenta hipótese de ser substituído por Mário Centeno
    2:41

    Mundo

    Jeroen Dijsselbloem diz que cabe ao Governo português avançar com o nome de Mário Centeno para a presidência do Eurogrupo, mas não comenta a sondagem que foi feita ao ministro das Finanças português. Ouvido esta quinta-feira no Parlamento Europeu, o Presidente do Eurogrupo esteve no centro das críticas e reafirmou que não se demite.