sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Justiça francesa autoriza desmantelamento do campo de Calais

© Pascal Rossignol / Reuters

A justiça francesa autorizou esta terça-feira o desmantelamento do vasto campo de migrantes em Calais (norte), e a operação "é agora uma questão de dias", anunciou o governo francês.

O campo situado frente às costas inglesas, que alberga entre 5.700 e 10.000 migrantes segundo diversas fontes, incluindo menores isolados, foi formado na primavera de 2015 em plena crise migratória na Europa. As autoridades já desmantelaram uma parte em março, sob alta proteção policial.

O tribunal administrativo de Lille (norte) validou hoje o desmantelamento rápido da "Selva", como o campo é conhecido, rejeitando as críticas de 11 associações, que entre outras queixas se referiam à falta de intérpretes e deficiente acompanhamento dos migrantes.

As associações exigem ainda um "diagnóstico mais preciso das necessidades, dos riscos de evacuação", e algumas prognosticavam "uma catástrofe" em caso de desmantelamento "nas atuais condições".

Pelo contrário, a justiça considerou que "o próprio princípio" do desmantelamento não contradiz o "princípio de proibição dos tratamentos inumanos e degradantes". Na sua perspetiva, o desmantelamento visa precisamente a "terminar" com semelhantes tratamentos submetidos aos migrantes, que vivem "em condições de precaridade e insegurança denunciados por todos".

Numa referência aos centros de acolhimento em diversas cidades do país que devem acolher os migrantes vindos de Calais, o tribunal considerou que o Estado "não subestimou o número de migrantes que devem ser aí recebidos". Segundo as autoridades, já foram registados mais de 7.000 lugares.

Com a via judicial livre a partir de hoje, o desmantelamento "é agora uma questão de dias", anunciou hoje o ministro socialista francês do Interior, Bernard Cazeneuve, que prometeu abrigar os migrantes abrangidos pela medida "em condições dignas".

Lusa

  • Marco Silva vai treinar o Watford

    Desporto

    O treinador português Marco Silva assinou contrato com o Watford, da Liga Inglesa. O emblema que terminou a última Premier League na 17ª posição, a última antes dos lugares de descida, ganhou assim a corrida ao Crystal Palace e ao FC Porto, que também tentaram contratar o técnico.

  • "A maior conquista foi construir estabilidade"
    2:14

    Economia

    António Costa voltou esta sexta-feira a garantir que a partir de junho nenhum subsídio de desemprego será inferior a 421 euros por mês. O primeiro-ministro falava nas jornadas parlamentares do PS, onde afirmou que a estabilidade é a maior conquista deste Governo.

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11
  • Uma foto para a história

    Mundo

    As mulheres dos líderes mundiais que se reúnem nas cimeiras da NATO posam para a fotografia oficial das primeiras-damas. A deste ano é histórica. Pela primeira vez, há um marido de um primeiro-ministro entre as nove mulheres. Trata-se de Gauthier Destenay, casado com o líder do Luxemburgo.