sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Detido egípcio por naufrágio no Mediterrâneo que causou 203 mortos

© Handout . / Reuters

As forças de segurança egípcias detiveram esta quarta-feira um homem presumivelmente envolvido no naufrágio, em setembro, de uma embarcação de migrantes no Mediterrâneo, que causou 203 mortos, e que era procurado pela justiça italiana.

O detido na província de Al-Behira (norte do Egito) é um agricultor, acusado em Itália de tráfico de seres humanos, informou a agência oficial MENA.

A embarcação partiu a 21 de setembro da costa egípcia entre as localidades de Rashid e Baltim e transportava sobretudo egípcios, mas também sudaneses, eritreus, somalis, etíopes e sírios. Foram resgatados 164 migrantes e outros 203 morreram no naufrágio.

Trinta pessoas foram detidas desde a altura do desastre, entre os quais os donos da embarcação, os tripulantes e intermediários dedicados à imigração ilegal.

O número de migrantes que tenta sair do Egito em direção às costas europeias aumentou nos últimos meses.

Até julho de 2016, o Egito foi o segundo país com maior número de saída de embarcações à seguir à Líbia, segundo a Organização Internacional para as Migrações.

Lusa

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11