sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Prémio da paz para ilha de Lampedusa e ONG francesa por ajuda aos refugiados

Darrin Zammit Lupi

A UNESCO atribuiu esta quarta-feira o prémio Félix Houphouët-Boigny de fomento à paz à presidente da câmara da ilha italiana de Lampedusa e à ONG francesa SOS Méditerranée pelo trabalho a favor dos refugiados e imigrantes.

Giuseppina Nicolini, presidente da câmara de Lampedusa, foi reconhecida pela sua "grande humanidade e o seu compromisso constante na gestão da crise dos refugiados e da sua integração".

A UNESCO destacou a organização não-governamental (ONG) SOS Méditerranée pelas mais de 11 mil vidas que salvou desde o início das suas operações em fevereiro de 2016. Atualmente, a ONG francesa mantém as operações de salvamento no Mediterrâneo Central com os Médicos Sem Fronteiras.

O prémio Félix Houphouët-Boigny foi criado em 1989 pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) e o jurado aproveitou esta quarta-feira para pedir à comunidade internacional que vele "para que no Mediterrâneo volte a dominar a solidariedade e o diálogo intercultural e não um cenário de tragédias".

A situação dos refugiados e imigrantes no mundo "constitui um grande desafio, principalmente no Mediterrâneo, onde cerca de 13 mil homens, mulheres e crianças morreram em naufrágios desde 2013", lembrou o jurado.

Em julho de 2013, o papa Francisco esteve na ilha de Lampedusa para rezar e recordar os imigrantes ilegais que morrem na travessia do Mediterrâneo, criticando a indiferença do homem atual perante o sofrimento dos outros, mal que atribuiu à globalização.

O prémio da UNESCO homenageia pessoas e instituições ou organizações que contribuam significativamente para a promoção, a pesquisa e a salvaguarda ou a manutenção da paz de acordo com a Carta das Nações Unidas e a Constituição da UNESCO.

O presidente sul-africano Nelson Mandela, em 1991, e o rei de Espanha Juan Carlos I, em 1995, foram duas das várias personalidades anteriormente premiadas.

Lusa

  • Família perde tudo na aldeia de Queirã
    2:32
  • Temperaturas sobem no fim de semana, risco de incêndio aumenta
    1:08

    País

    A chuva que caiu nos últimos dias não deverá ter impactos relevantes na dominuição da seca e, por isso, o risco de incêndios vai voltar a aumentar com nova subida das temperaturas. Os termómetros podem chegar aos 30 graus entre domingo e quarta-feira.

  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão