sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Prémio da paz para ilha de Lampedusa e ONG francesa por ajuda aos refugiados

Darrin Zammit Lupi

A UNESCO atribuiu esta quarta-feira o prémio Félix Houphouët-Boigny de fomento à paz à presidente da câmara da ilha italiana de Lampedusa e à ONG francesa SOS Méditerranée pelo trabalho a favor dos refugiados e imigrantes.

Giuseppina Nicolini, presidente da câmara de Lampedusa, foi reconhecida pela sua "grande humanidade e o seu compromisso constante na gestão da crise dos refugiados e da sua integração".

A UNESCO destacou a organização não-governamental (ONG) SOS Méditerranée pelas mais de 11 mil vidas que salvou desde o início das suas operações em fevereiro de 2016. Atualmente, a ONG francesa mantém as operações de salvamento no Mediterrâneo Central com os Médicos Sem Fronteiras.

O prémio Félix Houphouët-Boigny foi criado em 1989 pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) e o jurado aproveitou esta quarta-feira para pedir à comunidade internacional que vele "para que no Mediterrâneo volte a dominar a solidariedade e o diálogo intercultural e não um cenário de tragédias".

A situação dos refugiados e imigrantes no mundo "constitui um grande desafio, principalmente no Mediterrâneo, onde cerca de 13 mil homens, mulheres e crianças morreram em naufrágios desde 2013", lembrou o jurado.

Em julho de 2013, o papa Francisco esteve na ilha de Lampedusa para rezar e recordar os imigrantes ilegais que morrem na travessia do Mediterrâneo, criticando a indiferença do homem atual perante o sofrimento dos outros, mal que atribuiu à globalização.

O prémio da UNESCO homenageia pessoas e instituições ou organizações que contribuam significativamente para a promoção, a pesquisa e a salvaguarda ou a manutenção da paz de acordo com a Carta das Nações Unidas e a Constituição da UNESCO.

O presidente sul-africano Nelson Mandela, em 1991, e o rei de Espanha Juan Carlos I, em 1995, foram duas das várias personalidades anteriormente premiadas.

Lusa

  • Marcelo já sabia da substituição do embaixador de Angola
    4:00

    País

    O Presidente da República sabia há bastante tempo da substituição do embaixador de Angola em Lisboa e já tinha aprovado o nome do futuro representante de Luanda. A revelação foi feita, esta terça-feira, por Marcelo Rebelo de Sousa, numa conversa exclusiva com a SIC no Palácio de Belém. O Presidente contou ainda que não vai enviar recados ao Governo nem aos partidos no discurso de 25 abril que vai fazer na Assembleia da República.

    Exclusivo SIC

  • Constitucional chumba algumas normas da lei de barrigas de aluguer

    País

    O Tribunal Constitucional chumbou algumas normas do acórdão sobre as barrigas de aluguer. De acordo com o Expresso, a decisão já foi comunicada à Assembleia da República. A obrigatoriedade da regulamentação da lei ser feita pelo Parlamento e não pelo Governo terá sido unânime.

  • A história do bebé que continua a lutar pela vida depois de terem desligado as máquinas

    Mundo

    Alfie Evans sofre de uma doença cerebral degenerativa. A sua condição levou o caso à justiça e, depois de uma batalha judicial entre os pais e o hospital, os juízes determinaram que as máquinas do suporte artificial de vida fossem desligadas. Apesar de os aparelhos terem sido desligados na segunda-feira à noite, segundo os pais, a criança de 23 meses continua a lutar pela vida, respirando sozinha.

    SIC

  • O 10 de julho de 1941 na escrita de João Pinto Coelho
    15:09
  • O recado de Donald Trump à Coreia do Norte 

    Mundo

    O Presidente norte-americano, Donald Trump, exortou Pyongyang a eliminar todo o seu arsenal nuclear, precisando o que queria dizer exatamente ao apelar para a "desnuclearização" do regime totalitário, antes de uma aguardada cimeira com o líder norte-coreano.

  • O vestido de noiva de Megan Markle
    1:17