sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Mais de 100 desaparecidos em naufrágio no Mediterrâneo

Darrin Zammit Lupi

Pelo menos 113 pessoas desapareceram hoje num naufrágio no Mediterrâneo ao largo de Az Zawiyah, na Líbia, acordo com o porta-voz da Organização Internacional das Migrações (OIM), citado pela agência de notícias italiana ANSA.

Entretanto, sete pessoas foram salvas - seis homens e uma mulher - nas operações de socorro, efetuadas pela Guarda Costeira líbia com a ajuda de alguns pescadores.
Segundo os sobreviventes, em testemunhos recolhidos pela OIM, no barco estavam 120 pessoas, entre estas 30 mulheres e nove crianças.

De acordo com a Agência France Presse (AFP), que cita o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) os desaparecidos serão pelo menos 80.

Citando a mesma fonte, a AFP refere que cerca de 130 pessoas partiram na sexta-feira da Líbia num barco pneumático que começou a esvaziar ao fim de algumas horas e que 50 sobreviventes foram resgatados por um navio comercial que os deixará na Sicília no domingo.

No domingo à noite foi notícia um outro naufrágio no Mediterrâneo, em que cerca de 80 migrantes morreram depois de o bote onde seguiam ter naufragado, segundo relataram os sobreviventes hoje resgatados pela guarda costeira italiana.

Lusa

  • Bernardo Silva no City? O que Pep Guardiola disse ao português na Champions
    0:34
  • A promessa e a peregrinação do Presidente no Luxemburgo
    2:28
  • "O Brasil não parou e não vai parar"
    1:33

    Mundo

    O Presidente do Brasil diz ter condições para continuar à frente do Palácio do Planalto. Num vídeo publicado no Twitter, Michel Temer garante que o país não parou, nem vai parar, mas há uma nova gravação que pode comprometer o futuro do chefe de Estado.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57