sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Portugal recebeu até junho 1.374 refugiados da Grécia e Itália

© Hugo Correia / Reuters

Portugal recebeu até agora 1.374 refugiados recolocados da Grécia e de Itália, segundo o mais recente relatório da Comissão Europeia, datado de 09 junho.

Das 1.374 pessoas, 299 foram recolocadas de Itália e 1.075 da Grécia.
No total, Portugal comprometeu-se a aceitar 2.951 pessoas instaladas na Grécia e Itália e elegíveis para concessão de asilo.
Segundo dados de Bruxelas, o ritmo da recolocação quintuplicou desde janeiro, com quase 10.300 pessoas recolocadas na UE, face ao mesmo período de 2016.
Desde que começou o processo de recolocação e até 09 de junho, o número total de recolocações elevava-se a 20.869 pessoas (13.973 a partir da Grécia, 6.896 da Itália).
A Comissão Europeia estima ser possível transferir todas as pessoas elegíveis - atualmente cerca de 11.000 pessoas registadas na Grécia e 2.000 em Itália, com chegadas em 2016 e 2017 ainda por registar - até setembro.
As obrigações dos Estados-membros, conforme as decisões do Conselho, aplicam-se, no entanto, a todas as pessoas que chegarem à Grécia ou a Itália até 26 de setembro de 2017 e os requerentes elegíveis deverão ser recolocados dentro de um prazo razoável após essa data.
No que respeita à reinstalação, Portugal recebeu 12 pessoas que estavam em campos de refugiados fora da UE.
Bruxelas salienta que quase três quartos (16.419) das 22.504 reinstalações totais acordadas em junho de 2015 já estão realizadas.
O mecanismo de reinstalação ao abrigo da Declaração UE-Turquia atingiu um novo recorde em maio de 2017, com quase 1.000 refugiados sírios a disporem de vias seguras e legais para entrar na Europa.
O número total de reinstalações provenientes da Turquia efetuadas ao abrigo da Declaração ascende agora a 6.254 pessoas.

Lusa

  • "Serei o Presidente de todos os angolanos"
    2:06
  • Costa de Metro de Odivelas para Lisboa para relembrar corrida entre burro e Ferrari
    2:55

    Autárquicas 2017

    António Costa começou hoje o dia de campanha em Odivelas, para uma viagem de Metro até Lisboa, em que recordou a célebre corrida entre um burro e um Ferrari que protagonizou em 1993 quando foi canditado do PS à Câmara de Loures. Foi nesta cidade, onde ontem à noite, que desferiu um violento ataque a Pedro Passos Coelho, acusando-o de transformar o PSD num partido que não é digno de um Estado democrático.

  • O aeroporto de Beja, um "elefante branco" na planície alentejana
    4:33
  • Supervisão bancária origina novo diferendo entre Carlos Costa e Governo
    0:57

    Economia

    Reacendeu-se a guerra entre o Governo e o governador do Banco de Portugal. Em conferência na sede do banco, esta segunda-feira, Carlos Costa deixou uma crítica indireta ao novo modelo de supervisão bancária. O ministro das Finanças, Mário Centeno, não gostou e exigiu a Carlos Costa que se retratasse, mas o governador recusou-se.

  • Paciente há 15 anos em estado vegetativo consegue seguir objetos e mexer a cabeça

    Mundo

    Um homem de 35 anos, que ficou em estado vegetativo após um acidente de viação há 15 anos, deu sinais de consciência depois de lhe ter sido aplicada uma nova técnica de estimulação nervosa. Cirurgiões implantaram no paciente um pequeno aparelho que estimula o nervo vago, responsável pela ligação nervosa entre o cérebro e o resto do corpo. A intervenção aconteceu em França e a descoberta foi publicada na revista científica Current Biology.