sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Armada escoltará o Aquarius quando entrar em águas espanholas

Guglielmo Mangiapane

A Armada escoltará a flotilha de três barcos, entre os quais o Aquarius, que se dirige a Espanha com 630 imigrantes quando entrarem em águas territoriais espanholas, assegurou hoje a ministra da Defesa, Margarita Robles.


Em declarações aos jornalistas após visitar na Base Aérea de Torrejon a Unidade Militar de Emergência (UME), a titular da Defesa indicou que a Armada se ofereceu desde o primeiro momento para escoltar o barco da Organização Não Governamental (ONG) francesa SOS Mediterrâneo e dos Médicos Sem Fronteiras (MSF), o que comunicou às autoridades europeias.


Mas explicou que como já se dirige ao porto de Valência escoltado por barcos italianos, a Armada escoltará o Aquarius e os outros barcos pelos quais se distribuem os imigrantes quando entrem em águas espanholas.


Questionada sobre se deveria haver algum tipo de sanção a Itália pela recusa em acolher o Aquarius, afirmou que o Governo nada tem de decidir a este respeito e limitou-se a destacar a decisão de atuar perante um problema face ao qual não se pode virar a cara.


"O Governo de Espanha fez o que tinha de fazer no plano do direito internacional e dos princípios básicos que tem de haver quando há pessoas que podem ter a vida em risco", sublinhou.

Lusa

  • Lei que permite a entrada de animais em espaços de restauração gera dúvidas
    2:23

    País

    A lei que permite a entrada de animais de companhia em estabelecimentos de restauração, que entrou hoje em vigor, está a gerar dúvidas para os proprietários. Até ao momento são poucos os estabelecimentos que aderiram e a previsão é para que assim continue. A DECO questionou 1800 pessoas sobre a presença dos animais nos restaurantes e apenas 25% votou a favor.

  • Trump arrasa restaurante que expulsou a sua assessora de imprensa

    Mundo

    O Presidente norte-americano, Donald Trump, arrasou um restaurante da Virgínia que recusou servir a sua assessora de imprensa, Sarah Huckabee Sanders, escrevendo na sua conta de Twitter que o restaurante se devia concentrar na limpeza dos seus toldos e portas "imundos".