Crise no Sporting

Associação de futebolistas espanhóis ao lado do plantel leonino

A Associação de Futebolistas Espanhóis (AFE) classificou esta quarta-feira como "inaceitáveis" as agressões de que foram alvo os jogadores do Sporting, quando um grupo de adeptos invadiu a Academia do clube, em Alcochete.

Também o Sindicato de Jogadores de Futebol Portugueses já disse ser "absolutamente inaceitável que um grupo organizado tenha conseguido entrar na academia do Sporting, em Alcochete, e ofendido a integridade física e moral dos jogadores no seu local de trabalho".

Na terça-feira, cerca de 50 pessoas, de cara tapada, alegadamente adeptos 'leoninos', invadiram a Academia de Alcochete e, depois de terem percorrido os relvados, chegaram ao balneário da equipa principal, agredindo vários jogadores, entre os quais Bas Dost, Acuña, Rui Patrício, William Carvalho, Battaglia e Misic e membros da equipa técnica.

A final da Taça de Portugal opõe o Sporting ao Desportivo das Aves no domingo, no Estádio Nacional, em Oeiras, a partir das 17:15.

Na sequência do ataque, a GNR deteve 23 suspeitos, apreendeu cinco viaturas ligeiras, vários artigos relacionados com os crimes e recolheu depoimentos de 36 pessoas, entre jogadores, equipa técnica, funcionários e vigilantes ao serviço do clube.

O Governo já repudiou os incidentes na Academia do Sporting, em Alcochete, que considerou atos de vandalismo e criminosos e o próprio Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, manifestou-se "vexado porque Portugal é uma potência, nomeadamente no futebol profissional, e vexado pela gravidade do que aconteceu",

A equipa principal do Sporting cumpria o primeiro treino da semana, depois da derrota no terreno do Marítimo (2-1), que relegou a equipa para o terceiro lugar da I Liga, iniciando a preparação para a final da Taça de Portugal, no domingo, frente ao Desportivo das Aves.

Lusa

  • Mergulhador britânico pondera processar Elon Musk por este o ter chamado "pedófilo"

    Mundo

    Elon Musk corre o risco de ser processado por um mergulhador britânico depois de o chamar "pedófilo" na rede social Twitter. O insulto foi feito no domingo, depois Vernon Unsworth, um dos mergulhadores que participou nas operações de resgate na Tailândia, ter acusado Musk de estar a promover um "golpe publicitário" ao oferecer um submarino para o resgate.