sicnot

Perfil

Crise no Sporting

Crise no Sporting

Crise no Sporting

Comissão Transitória do Sporting garante que Bruno de Carvalho vai continuar em funções

NUNO FOX/ LUSA

A Comissão Transitória (CT) da Mesa da Assembleia Geral (MAG) do Sporting garantiu hoje que Bruno de Carvalho e o Conselho Diretivo (CD) do clube vão continuar em funções, apesar de suspensão imposta pela Comissão de Fiscalização.

"Vou garantir que ele vai continuar em funções", disse Elsa Tiago Judas em conferência de imprensa, acrescentando: "É a lei que lhe dá a garantia de que ele vai continuar em funções (...) Com certeza que o dr. Bruno de Cravalho e a sua direção estão legitimados por quem têm de estar, pelos sócios".


Elsa Tiago Judas, que participou na conferência de imprensa juntamente com Bernardo Trindade Barros, explicou a ausência de Bruno de Carvalho: "Ele não está aqui presente, porque entendeu que nós podemos explicar o que se passa".


A Comissão de Fiscalização (CF) designada pela Mesa de Assembleia Geral (MAG) do Sporting anunciou hoje ter suspendido preventivamente, e com efeitos imediatos, o Conselho Diretivo do Sporting.


Em conferência de imprensa, três dos cinco elementos da CF, explicaram que a nota de culpa, que suspende as funções e impede os membros do CD do Sporting de entrarem nas instalações do clube, já seguiu para os visados, que têm agora 10 dias úteis para o contraditório.

Lusa

  • Lei que permite a entrada de animais em espaços de restauração gera dúvidas
    2:23

    País

    A lei que permite a entrada de animais de companhia em estabelecimentos de restauração, que entrou hoje em vigor, está a gerar dúvidas para os proprietários. Até ao momento são poucos os estabelecimentos que aderiram e a previsão é para que assim continue. A DECO questionou 1800 pessoas sobre a presença dos animais nos restaurantes e apenas 25% votou a favor.

  • Trump arrasa restaurante que expulsou a sua assessora de imprensa

    Mundo

    O Presidente norte-americano, Donald Trump, arrasou um restaurante da Virgínia que recusou servir a sua assessora de imprensa, Sarah Huckabee Sanders, escrevendo na sua conta de Twitter que o restaurante se devia concentrar na limpeza dos seus toldos e portas "imundos".