sicnot

Perfil

David Bowie 1947-2016

David Bowie 1947-2016

David Bowie 1947-2016

Cinzas de David Bowie deverão ser espalhadas na Indonésia

As cinzas do músico britânico David Bowie deverão ser espalhadas em Bali, Indonésia, seguindo um ritual do budismo, revelou esta sexta-feira o New York Post.

© Dylan Martinez / Reuters

Citando o testamento do músico, que morreu a 10 de janeiro aos 69 anos, o jornal afirma que David Bowie quis que as cinzas fossem espalhadas naquela ilha indonésia, predominantemente hindu e conhecida pelos retiros espirituais.

David Bowie terá estado por várias ocasiões na Indonésia. Depois da morte do músico, o jornal The Jakarta Post escrevia que o autor fez versões de algumas das músicas dele em indonésio.

O New York Post escreve que David Bowie deixou à mulher e aos dois filhos uma fortuna estimada em mais de 92 milhões de euros.

Figura influente, pioneira e transversal na música ocidental, David Bowwie morreu a 10 de janeiro, dias depois de ter celebrado 69 anos com a edição de um novo álbum, "Blackstar". O músico morreu em consequência de um cancro no fígado.

Lusa

  • Esquerda contra a venda do Novo Banco
    1:51

    Economia

    O futuro do Novo Banco promete agitar a maioria de esquerda nas próximas semanas. O Bloco de Esquerda e o PCP estão contra os planos de privatização e insistem que a solução é nacionalizar o banco. O Bloco de Esquerda defende que privatizar 75% é o pior de dois mundos. Já o PCP diz que o banco deve ser integrado no setor público.

  • Vídeo amador mostra destruição na Síria
    1:04

    Mundo

    A guerra na Síria continua a fazer vítimas mortais. Um vídeo amador divulgado esta segunda-feira mostra o estado de uma localidade a este de Damasco, depois de um ataque aéreo no fim-de-semana. No ataque, 16 pessoas morreram e há várias dezenas de feridos.

  • Pescador resgatado de um lago gelado na Estónia
    1:08
  • Banco do Metro com pénis gera polémica no México

    Mundo

    Um banco em formato de homem com o pénis exposto, numa das carruagens de Metro da Cidade do México, está a gerar polémica. A iniciativa integra uma campanha contra o assédio sexual de que as mulheres são vítima no país.