Última Edição

0
0:05

Última Edição

1
1:19

Mãe que fugiu com bebé em Faro fica em liberdade

2
0:46

Catarina Martins acusa Governo de já ter destruído mais de 300 mil empregos

3
1:17

Novo Banco fez acordo com 2000 emigrantes que investiram em produtos do GES

4
1:26

Parvalorem diz que está à procura de dois outros quadros de Duarte Lima

5
2:25

PSP e GNR montaram operações especiais para garantir a segurança nas estradas

6
1:44

Roupa de ex-ministro grego chama a atenção da imprensa mundial

7
2:18

Cerca de 40 mil carros deverão cruzar as portagens de Vilar Formoso no fim de semana

8
3:03

Milhares de pessoas dirigem-se para sul e já há filas e enchentes na região

9
3:12

Início de agosto marcado pelo reencontro de famílias nos aeroportos nacionais

10
1:20

Praia artificial reabriu no jardim do Torel em Lisboa

11
2:52

Quirino Almeida é guia e faz a manutenção do Convento da Arrábida há 21 anos

12
2:17

Câmara da Covilhã quer fazer do pêssego a imagem da região

13
2:21

Estudo diz que burro mirandês pode desaparecer nos próximos 50 anos

14
7:12

Polícia francesa tenta impedir milhões pessoas de entrar no Eurotúnel

15
1:20

Emigrantes lesados dizem que não há acordo com Novo Banco e que proposta é inaceitável

Mais Especiais:

A primeira epidemia de Ébola na África Ocidental. A doença pode ter uma taxa de mortalidade de 90%

14:24 19.08.2014

Os 17 doentes com Ébola que fugiram foram todos encontrados

REUTERS

Dezassete doentes com Ébola que fugiram de  um centro de isolamento em Monróvia, quando este foi atacado, no fim de  semana, foram encontrados, afirmou hoje o ministro de Informação liberiano,  Lewis Brown.  

"Os 17 pacientes que fugiram do centro para doentes de Ébola foram todos  encontrados. Dirigiram-se a pé, por eles próprios, para o hospital JFK",  o principal estabelecimento do país, declarou o governante à agência France  Presse.  

Na noite de sábado, homens armados com bastões e facas atacaram e pilharam  o centro de isolamento na capital da Libéria, levando à fuga dos 17 doentes  internados.   

Brown disse ainda que seis profissionais de saúde liberianos infetados  com a febre hemorrágica estão a reagir positivamente ao soro experimental  norte-americano.  

A Libéria recebeu a 13 de agosto doses do soro experimental ZMapp, que  teve resultados positivos em dois norte-americanos contaminados, embora  não tenha permitido salvar um padre espanhol, que morreu a 12 de agosto.

Face à amplitude da epidemia, um comité de peritos convidado pela Organização  Mundial de Saúde (OMS) considerou "ético" permitir que medicamentos cuja  eficácia e efeitos secundários não estão medidos sejam utilizados "como  tratamento potencial ou medida preventiva". 

A Libéria é o país onde a epidemia do vírus Ébola já provocou o maior  número de mortos, 466 em 1.229 mortes registadas, segundo o último balanço  da OMS. 

 

Lusa

Comentários

ATENÇÃO:ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.
Publicidade

Agora

Inquérito

Facebook

Mais Populares

CT: NEWS
16:59
Demitiu-se secretário regional da Saúde da Madeira
16:58
Chelsea conquista Taça de Inglaterra feminino com Ana Borges
16:56
Ciani entregue a departamento médico Sporting por gastroenterite
16:55
Vigano vence 4º etapa, Veloso consolida liderança da volta
16:55
Bruno Magalhães vence pela 4º vez o Rali Vinho da Madeira
16:54
Golfistas Tiago Cruz e Filipe Lima em 11º lugar no Open de Madeira
16:53
Recolhido corpo de montanhista que poderá ser de português
16:52
Nelson Oliveira 12º na Clássica San Sebastian, Adam Yates vencedor
16:52
Defesa de Duarte Lima não deve recorrer de decisão brasileira
16:50
3 mortes nos primeiros 3 meses da época balnear
X

Sabia que o seu Internet Explorer está desatualizado?

Para usufruir da melhor experiência de navegação na nossa página web recomendamos que atualize para uma nova versão. Por favor faça a atualização aqui .