sicnot

Perfil

Ébola

Ébola

Ébola

Cientistas japoneses desenvolvem teste mais rápido para detetar o Ébola

A universidade japonesa de Nagasaki divulgou hoje que desenvolveu um método para detetar a presença do vírus do Ébola em cerca de 11 minutos, sendo mais rápido do que as técnicas atuais. 

Partículas do vírus Ébola (Reuters/ Arquivo)

Partículas do vírus Ébola (Reuters/ Arquivo)

Reuters/ Arquivo

O novo método foi desenvolvido por uma equipa de cientistas do Instituto de Medicina Tropical daquela universidade, em parceria com a empresa japonesa Toshiba, permitindo aos médicos detetar mais rapidamente a doença e iniciar o tratamento nos pacientes.

Os investigadores realizaram uma prova do teste na Guiné-Conacri em março, quando foi aplicado em 100 pessoas, segundo um comunicado da Toshiba.

O método emprega uma substância que amplifica somente os genes específicos do Ébola encontrados numa amostra de sangue ou outro fluido corporal.

Se o vírus está presente, a substância sofre uma reação e turva o líquido, provocando uma confirmação visual do contágio em cerca de 11 minutos. 

Este método será mais rápido do que o teste que se emprega atualmente para detetar o Ébola, o RT-PCR, que leva entre duas e seis horas quando é feito por uma pessoa com os conhecimentos adequados.

Desde o início do surto de Ébola na África Ocidental, há mais de um ano, foram registados cerca de 25 mil casos da doença, que provocou 10 mil mortes.

Trata-se da maior epidemia de Ébola desde que foi detetado em 1976, a 100 quilómetros do rio que deu o nome ao vírus, na República Democrática do Congo.


Lusa
  • O perfil do homicida de Barcelos
    2:42

    País

    Adelino Gomes Briote já tinha sido condenado por ofensas à integridade física da sogra e de uma filha. Em seis meses esta foi a segunda vez que o homem acusado do quádruplo homicídio em Barcelos esteve perante a justiça.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
  • Trump diz que Obamacare vai "colapsar"

    Mundo

    O Presidente norte-americano tentou desvalorizar a derrota política sofrida na sexta-feira no Congresso, ao desistir da revogação da lei de saúde pública do seu antecessor, conhecida como Obamacare, afirmando que esta vai colapsar por si mesma.

  • Milhares nas cerimónias fúnebres de dirigente do Hamas

    Mundo

    Milhares de palestinianos participaram nas cerimónias fúnebres de um dirigente do Hamas, assassinado esta sexta-feira, na Faixa de Gaza. Vários homens armados acompanharam o cortejo fúnebre até à mesquita, onde se fizeram as últimas orações.

  • Guerra na Síria não dá tréguas
    1:51

    Mundo

    Na Síria e ao mesmo tempo que decorrem novas negociações de paz, a guerra não dá tréguas. As imagens mostram o resultados dos últimos raides aéreos nos subúrbios de Damasco. O balanço provisório é de mais de 30 mortos e pelo menos 50 feridos.