sicnot

Perfil

Ébola

Ébola

Ébola

Descoberto vírus do Ébola no olho de um médico dois meses após cura

Foi detetado o vírus do Ébola no olho de um médico que tinha sido infectado na Serra Leoa e declarado curado da doença há dois meses, noticiou hoje o New England Journal of Medicine.

REUTER

Trata-se do médico norte-americano Ian Crozier, de 43 anos, que tinha sido declarado infetado pelo Ébola em setembro de 2014, quando estava a trabalhar para a Organização Mundial da Saúde (OMS) na Serra Leoa.

O médico foi repatriado para os Estados Unidos, onde foi tratado no Hospital Emory, em Atlanta (Geórgia), numa unidade especial.

Ian Crozier teve alta em outubro e desde então não teve mais sinais do vírus. 

Mas, dois meses mais tarde, teve uma inflamação no olho esquerdo, no qual foi detetada pressão intraocular bastante elevada, provocando inchaço e graves problemas de visão. 

O médico regressou ao mesmo hospital, onde o oftalmologista Steven Yeh detetou a presença do vírus na análise do fluído recolhido na câmara anterior do olho. Todavia, o vírus não foi detetado nas lágrimas e fora dos tecidos oculares.

Ele não apresentava perigo de infeção para os outros. Mas, sublinhou Yeh, este caso demonstra que os sobreviventes da infeção devem ser seguidos para verificar uma possível contaminação ocular. 

Esta infeção provocou uma uveíte, uma inflamação do interior do olho. 

Na sequência de uma perda importante da visão, a íris do olho mudou de cor, passando de azul a verde, dez dias depois do início dos sintomas. 

Após tratamento intensivo com diferentes medicamentos, incluindo um corticosteroide, o médico começou a recuperar a visão perdida, mas não a recuperou totalmente até à data. O olho recuperou entretanto a cor normal. 

Casos de uveíte já tinham sido relatados em sobreviventes de epidemias anteriores de Ébola, dizem os autores do estudo no New England Journal of Medicine. Mas estes casos foram raros. 


Lusa
  • As primeiras decisões do Presidente Trump
    1:39
  • "Há sobretudo um fosso entre o discurso que Trump faz e os de Obama"
    6:13

    Opinião

    Cândida Pinto e Ricardo Costa analisaram a tomada de posse de Donald Trump. O diretor de informação da SIC disse que o discurso de Trump "mexe com a sua base de apoio" e defende que "a grande questão não vai ser a relação com a Rússia, mas sim com a China". Já a Editora de internacional disse que o discurso foi "voltado para dentro, nacionalista, partidarista, com ataque à elite de Washington".

    Ricardo Costa e Cândida Pinto

  • Celebridades protestam contra Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.