sicnot

Perfil

Ébola

Ébola

Ébola

OMS confirma segundo caso de Ébola na Serra Leoa em menos de uma semana

A Organização Mundial de Saúde (MOS) confirmou hoje em Genebra a existência de um segundo caso de Ébola na Serra Leoa, uma semana após ter declarado o fim da epidemia na África Ocidental.

Reuters

Em declarações à agência EFE, o porta-voz da OMS, Gregory Hartl, confirmou o segundo caso de uma mulher, tia da que morreu a 15 deste mês - horas após a organização ter garantido o fim da epidemia -, que cuidou da sobrinha nos primeiros dias da doença.

Segundo Hartl, a segunda infetada está isolada num hospital e a ser tratada.

O porta-voz indicou também que foram identificadas até agora 150 pessoas que tiveram contacto com a mulher que morreu a 15 deste mês e que estão a ser observadas para se detetar se têm sintomas da doença.

A origem do novo foco está ainda a ser investigada, acrescentou Hartl, uma vez que a Serra Leoa fora declarada "país livre de transmissão de Ébola" a 07 de novembro de 2015, após superar uma epidemia que provocou cerca de 4.000 mortos.

Os três países mais afetados pela epidemia - Guiné-Conacri, Libéria e Serra Leoa - encontram-se na fase de "gestão de risco", após as autoridades sanitárias terem cumprido a fase de "gestão de casos", o que implica não baixar a guarda.

A epidemia de Ébola na África Ocidental afetou 28.637 pessoas e vitimou mortalmente 11.315 delas.

Iniciada em dezembro de 2013 na Guiné-Conacri, a epidemia propagou-se depois aos vizinhos Libéria e Serra Leoa, três países que concentraram 99% dos casos, bem como à Nigéria e Mali.

A OMS já admitiu que o balanço está subavaliado e advertiu que o risco persiste, dado que o vírus permanece em certos líquidos corporais de sobreviventes, nomeadamente no esperma, onde pode subsistir até nove meses.

A Libéria foi o primeiro país a ser declarado "livre da transmissão" de Ébola, em maio de 2015, enquanto na Serra Leoa tal aconteceu a 07 de novembro desse ano. Na Guiné-Conacri igual anúncio foi feito a 29 de dezembro

Lusa

  • Circulação retomada na A23, mais de 1.600 operacionais no combate às chamas

    País

    A circulação rodoviária na A23 foi completamente restabelecida ao início da manhã depois de ter estado cortada por causa dos incêndios que, no total, mobilizam mais de 1.600 operacionais e contam com reforço espanhol. Nos vários fogos que atingem o país estão 1.648 operacionais no terreno, apoiados por mais de 500 viaturas e 15 meios aéreos.

  • Marcelo lembra ditadura para deixar elogios à liberdade de imprensa e separação de poderes
    0:29
  • "Lancei um tema que os portugueses há muito queriam discutir"
    11:26

    País

    O candidato do PSD à Câmara Municipal de Loures, André Ventura, foi entrevistado esta terça-feira na Edição da Noite da SIC Notícias. Em análise, a polémica em torno das declarações do candidato sobre a comunidade cigana.

    Entrevista SIC Notícias

  • Rajoy nega conhecimento de financiamentos ilegais no PP

    Mundo

    O primeiro-ministro espanhol negou hoje ter conhecimento de um esquema ilegal de financiamento, que envolve vários responsáveis do Partido Popular (PP, direita), que lidera. Durante uma audição no tribunal, Mariano Rajoy garantiu ainda que não aceitou nenhum pagamento ilícito.