sicnot

Perfil

Ébola

Ébola

Ébola

Cocktail com anticorpos protegeu macacos do vírus Ébola

Um cocktail com dois anticorpos baseado numa terapia experimental para o Ébola protegeu completamente macacos da infeção letal, revela um novo estudo hoje publicado.

© Thomas Peter / Reuters

Em causa esteve a utilização de apenas dois anticorpos monoclonais em vez dos três usados na formulação original da terapia, produzidos em células de mamífero e não em células de plantas, o que permitiu melhorar a segurança, simplificar a produção e acelerar a aprovação da terapia, dizem os cientistas, cujo estudo foi publicado na revista Science Translational Medicine.

A epidemia de Ébola na África ocidental é a maior da doença desde que há registos, o que torna urgente a criação de medicamentos e vacinas para aquela infeção.

O estudo partiu de ensaios clínicos, em curso na África ocidental, para o medicamento ZMapp, uma combinação de três anticorpos produzida em células de plantas.

O medicamento foi administrado, ao abrigo de um programa de uso compassivo, a trabalhadores humanitários estrangeiros infetados com o Ébola na África ocidental. Alguns dos pacientes sobreviveram à infeção.

A equipa do cientista Xiangguo Qiu, da Universidade de Manitoba, no Canadá, desenvolveu uma formulação do ZMapp que usou dois dos três anticorpos, produzidos em células modificadas de ovários de hamsters chinesas.

Depois, os investigadores manipularam os anticorpos para melhor refletirem os anticorpos humanos.

Numa experiência com macacos, o cocktail com dois anticorpos protegeu todos os três animais três dias após a infeção com a estirpe Makona do vírus Ébola, responsável pelo surto atual.

Em contraste, uma formulação semelhante de ZMapp produzida em células de plantas apenas protegeu dois dos macacos.

"Tanto quanto sabemos, este é o primeiro estudo a demonstrar que um cocktail com dois anticorpos pode conferir uma proteção de 100% em primatas não humanos infetados com o vírus do Ébola", escrevem os autores do estudo.

A epidemia de Ébola na África Ocidental afetou 28.637 pessoas e vitimou mortalmente 11.315 delas.

Iniciada em dezembro de 2013 na Guiné-Conacri, a epidemia propagou-se depois aos vizinhos Libéria e Serra Leoa, três países que concentraram 99% dos casos, bem como à Nigéria e Mali.

A Libéria foi o primeiro país a ser declarado "livre da transmissão" de Ébola, em maio de 2015, enquanto na Serra Leoa tal aconteceu a 07 de novembro desse ano. Na Guiné-Conacri igual anúncio foi feito a 29 de dezembro.

Lusa

  • Bruno de Carvalho suspenso por mais 90 dias

    Desporto

    O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, foi suspenso por 90 dias na sequência de declarações proferidas numa entrevista televisiva em março, anunciou esta terça-feira o Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

  • Benfica critica castigo de Samaris e vai recorrer

    Desporto

    O Benfica reagiu esta terça-feira ao castigo de três jogos aplicado ao grego Andreas Samaris, considerando que a decisão, da qual vai recorrer, é prova de que o futebol português está "entregue à instabilidade, à incoerência e à insegurança".

  • "Álvaro" viveu seis anos de maus tratos num casamento de oito
    5:06
  • Governo disposto a ceder a algumas reivindicações dos enfermeiros
    1:58

    Economia

    Os enfermeiros ameaçam voltar à greve se o Governo não lhes der um subsídio no valor de 400 euros. Esta terça-feira o Governo esteve reunido com dois dos quatro sindicatos. O Ministério diz estar disposto a ceder a algumas reivindicações, mas o ministro da Saúde fez saber que o aumento de 400 euros é incomportável. 

  • Como fazer fotos e vídeos menos tremidos
    8:43
  • "As autárquicas deviam estar menos contaminadas pelo Orçamento"
    7:55
  • Viajar a 110 km/h agarrado ao para-brisas de um comboio

    Mundo

    Um homem de 23 anos foi detido por viajar preso a um comboio - mais concretamente ao limpa para-brisas -, que atinge velocidades perto dos 110 quilómetros por hora, numa viagem entre as estações de Leederville e Glendalough, na Austrália.

  • Rapper quer provar que a terra é plana

    Mundo

    O rapper B.o.B. lançou uma campanha na plataforma GoFundMe para enviar satélites que possam comprovar que a Terra é redonda e azul. No ano passado, o norte-americano defendeu nas redes sociais que o planeta é plano.