sicnot

Perfil

Eclipse solar

Eclipse solar

Eclipse solar

Eclipse total do Sol na sexta-feira na região Ártica, parcial em Portugal

Um eclipse total do Sol vai ocorrer na sexta-feira na região Ártica, mas em Portugal, como noutras zonas do mundo, será um eclipse parcial, isto é, o Sol estará apenas em parte coberto pela Lua.

(Reuters/ Arquivo)

(Reuters/ Arquivo)

© Goran Tomasevic / Reuters

O eclipse será total apenas no extremo norte do Oceano Atlântico, nas ilhas Faroé (Dinamarca) e Svalbard (Noruega) e na região Ártica, indica o Observatório Astronómico de Lisboa (OAL) na sua página na internet.

 

Em Portugal será parcial, começando pelas 08:00 (hora de Lisboa) e terminando pelas 10:00, com o seu pico a acontecer pelas 09:00.

 

As nuvens, previstas de manhã para a generalidade do continente, embora com "abertas" a norte, e para o arquipélago da Madeira, podem dificultar a observação, de acordo com informação prestada à Lusa pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera.

 

Nos Açores, o eclipse dificilmente será visto nas ilhas das Flores e do Corvo, onde, segundo as previsões, o céu estará muito nublado.

 

A área solar coberta irá variar entre os 62% e os 74%, no continente, e entre os 70% e os 77%, no arquipélago dos Açores. Na Madeira, a ocultação do Sol rondará os 57%, adianta o OAL.

 

Um eclipse solar sucede quando a Lua, satélite natural da Terra, se interpõe entre o seu planeta e o Sol, ocultando total (eclipse total) ou parcialmente (eclipse parcial) a luz solar.

 

O fenómeno só ocorre quando o Sol, a Terra e a Lua, na fase de Lua Nova, estão alinhados. Por norma, os eclipses totais duram no máximo sete minutos. No caso do eclipse total do Sol, a coroa do "astro-rei" torna-se visível em redor do Sol eclipsado. 

 

Portugal está na penumbra (parte menos escura do cone de sombra projetado pela Lua na superfície da Terra), pelo que o eclipse é parcial, ou seja, a Lua só obscurece uma parte do Sol, explicou à Lusa o Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA).

 

Em contrapartida, as ilhas Faroé e Svalbard e a região Ártica estão na umbra (parte mais escura do cone de sombra projetado pela Lua na superfície da Terra), pelo que o eclipse será visto na sua totalidade.

 

Os eclipses totais são visíveis em menos locais da Terra do que os parciais, porque, esclareceu o IA, a umbra "pode possuir apenas algumas dezenas de quilómetros de largura", ao contrário da penumbra, que tem, em geral, "alguns milhares de quilómetros de largura".

 

Vistos da Terra, os diâmetros angulares da Lua e do Sol "são muito semelhantes", permitindo que "o disco da Lua cubra por completo o disco solar", no caso de um eclipse solar total.

 

O eclipse de sexta-feira acontece no dia em que começa a primavera no Hemisfério Norte. O equinócio da primavera é às 22:45 (hora de Lisboa).

 

A estação prolonga-se por 92,75 dias, até ao próximo solstício, de verão, que ocorre a 21 de junho, às 17:38.

 

O OAL aconselha, durante o eclipse, a nunca se observar diretamente o Sol sem filtros solares oculares e, quando usados, a fazer-se "intervalos frequentes para descanso, a fim de o olho não aquecer demasiado".

 

O Observatório adverte também que nunca se deve colocar os filtros solares na ocular (lente onde se espreita para ver) de telescópios ou binóculos, uma vez que, se assim for, "o filtro solar derrete deixando entrar intensidade suficiente para queimar a retina". A queimadura da retina é indolor, mas pode causar lesões irreversíveis como a cegueira.

 

O Centro Ciência Viva de Constância, o Observatório Astronómico de Lisboa e o Planetário do Porto promovem na sexta-feira sessões gratuitas de observação com telescópios protegidos com filtros.

 

 Lusa

  • Presidente da Proteção Civil demitiu-se

    País

    O Presidente da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC), Joaquim Leitão, pediu esta quarta-feira a demissão com efeitos imediatos. A carta de demissão foi enviada para o Ministério da Administração Interna, no entanto, uma vez que a ministra também se demitiu, o documento seguiu para o gabinete do primeiro-ministro, António Costa.

  • Provavelmente o melhor golo da noite de Liga Europa
    1:24
  • Vitória de Guimarães mais longe dos 16 avos de final
    1:48
  • O perfil dos novos ministros
    3:22

    País

    Pedro Siza Vieira e Eduardo Cabrita são os dois novos ministros que tomam posse no próximo sábado. Ambos têm uma particularidade: são amigos de longa data do primeiro-ministro António Costa.

  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão

  • Fogos na Califórnia provocaram 42 mortos e perdas acima de mil milhões de dólares

    Mundo

    O comissário dos seguros da Califórnia afirmou esta quinta-feira que as perdas provocadas pelos incêndios que dizimaram extensas áreas deste Estado norte-americano excedem os mil milhões de dólares (844 milhões de euros). Estes incêndios, que começaram no condado de Sonoma County, já provocaram a morte a 42 pessoas no mês de outubro.

  • Quem está ao lado de Trump? Melania ou uma sósia?

    Mundo

    A especulação surgiu no Twitter: estaria Trump acompanhado de uma sósia de Melania para ocultar a ausência da mulher num evento oficial? A teoria da conspiração ganhou depois força nas redes sociais. Julgue por si mesmo.

    SIC

  • Norte-americano entrega-se após perder aposta com a polícia no Facebook

    Mundo

    Um jovem de 21 anos procurado pela polícia norte-americana entregou-se, esta segunda-feira, depois de perder uma aposta com a polícia, no Facebook. Michael Zaydel prometeu entregar-se se uma publicação sobre o seu desaparecimento chegasse às mil partilhas, na rede social. O jovem norte-americano prometeu ainda levar uma dúzia de donuts, caso os agentes da cidade de Redford conseguissem ganhar a aposta.

    SIC