sicnot

Perfil

Eclipse solar

Eclipse solar

Eclipse solar

Observar o eclipse solar sem proteção pode causar cegueira

O eclipse solar não traz riscos para a saúde, mas desperta curiosidade e a observação do Sol, sem a proteção adequada, pode trazer danos irreversíveis para a visão. Olhar para o Sol directamente e sem proteção é sempre perigoso, queima as células da retina e provoca lesões oftalmológicas graves. A observação do eclipse solar sem os devidos cuidados pode, no limite, provocar cegueira.

(Reuters/ Arquivo)

(Reuters/ Arquivo)

© Yiorgos Karahalis / Reuters

O olho humano possui naturalmente mecanismos de proteção contra as radiações eletromagnéticas. Mas está cientificamente comprovado que olhar para o sol sem proteção é sempre perigoso, queima as células da retina e provoca lesões oftalmológicas graves. Há fatores que aumentam esses riscos:


1.    Cristalinos mais transparentes nos mais jovens.

2.    Ausência de cristalino nas pessoas operadas a cataratas.

3.    Cirurgias oculares que enfraqueçam a retina.

4.    Existência de patologias retinianas prévias, como por exemplo associada a diabetes.

5.    Medicação com algumas substâncias como a ingestão de tetraciclinas.

6.    Aumento da temperatura corporal devido a fatores como febre ou mesmo clima de verão.

7.    Fundo ocular muito pigmentado que favorece o aumento de temperatura retiniana.



Créditos: http://oal.ul.pt/


Recomenda-se especial atenção aos mais novos


Os jovens e as crianças devem ser alvo de atenção especial. O nível de proteção da retina das crianças é menor do que a dos adultos, pelo que estão ainda mais suscetíveis a lesões oculares.


Como a queimadura provocada pela radiação não causa qualquer ardor ou sintoma no momento, corre-se o risco de não se perceber o que pode estar a acontecer.


Em comunicado enviado esta semana às escolas, o Ministério da Educação lembra que a observação do Sol "requer procedimentos de segurança corretos que, a não serem observados, terão como consequência graves riscos para a visão e, no limite, a cegueira". 


O Ministério avisa que o Sol "nunca deve ser observado diretamente sem filtros solares oculares", mais conhecidos como "óculos de eclipses", nem através de óculos escuros, vidros negros fumados, películas ou negativos fotográficos e radiografias.


A observação com óculos de proteção especial "nunca deve exceder períodos de 30 segundos", fazendo-se "sempre intervalos de três minutos de descanso".


A tutela sugere como método seguro de observação do eclipse a projeção da imagem do Sol num cartão, por meio de um orifício, ou a visualização da imagem projetada na sombra das árvores.



  • Principais factos da acusação no caso BPN dados como provados

    País

    O coletivo de juízes responsável pelo julgamento do processo principal do caso BPN interrompeu perto das 13:00 a leitura do acórdão iniciada pelas 10:30. Os principais factos da acusação são dados como provados, mas a leitura deverá demorar algumas horas.

  • Greve na Função Pública vai afetar escolas, saúde e cultura

    País

    A greve nacional convocada para sexta-feira pela Federação Nacional dos Sindicatos da Função Pública (FNSTFPS) deverá afetar as escolas, a área da saúde e ainda da cultura, entre outros serviços, afirmou esta quarta-feira a dirigente sindical, Ana Avoila.

  • Papa pede a Trump para ser pacificador
    1:12
  • Supremo confirma condenação de Messi por fraude fiscal

    Desporto

    O Supremo Tribunal de Justiça espanhol confirma a condenação de Lionel Messi por fraude fiscal. A notícia foi avançada pelo El País. O jogador do Barcelona foi condenado a 21 meses de prisão por três crimes fiscais que lesaram o Estado em 4,1 milhões de euros.

  • Autódromo do Estoril está ilegal há 45 anos

    Desporto

    De acordo com o Público este equipamento desportivo, inaugurado na década de 70, não tem licença de construção nem de utilização. Uma notícia que apanhou de surpresa o executivo camarário de Cascais, liderado por Carlos Carreiras.

  • Seca na Bacia do Sado exige restrições ao uso da água no Alentejo

    País

    A Agência Portuguesa do Ambiente aprovou hoje um conjunto de medidas para gestão dos recursos hídricos, definindo medidas específicas para a bacia hidrográfica do Sado, a única que se encontra em situação de seca. Além da diminuição de regas em hortas e jardins, a APA recomenda o encerramento das fontes decorativas, a proibição de encher piscinas e de lavagem de automóveis.