sicnot

Perfil

Eclipse solar

Eclipse solar

Eclipse solar

Portugal assiste hoje a eclipse parcial do Sol

A Lua vai tapar hoje, durante duas horas, parte do Sol, em Portugal, fenómeno que poderá ser observado em segurança em vários pontos do país se as nuvens, previstas pela meteorologia, ajudarem.

(Reuters/ Arquivo)

(Reuters/ Arquivo)

© Goran Tomasevic / Reuters

O eclipse parcial, que será total na região do Ártico e no extremo norte do Atlântico, começa em Portugal pelas 08:00 (hora de Lisboa) e termina pelas 10:00, com o pico a ocorrer pelas 09:00.

O arquipélago dos Açores é a região do país onde o Sol vai estar mais tapado pela Lua, ao contrário da Madeira, onde a dimensão do eclipse é menor.

As previsões meteorológicas apontam céu nublado, com "abertas", para a generalidade do território nacional.

Um eclipse solar só acontece quando o Sol, a Terra e a Lua, na fase de Lua Nova, estão alinhados. A Lua, satélite natural da Terra, interpõe-se entre o seu planeta e o Sol, tapando total ou parcialmente a luz solar.

O eclipse é parcial em Portugal, como noutros países europeus e do Norte de África, porque está na penumbra (parte menos escura do cone de sombra projetado pela Lua na superfície da Terra).

O fenómeno de hoje acontece no dia em que começa a primavera no Hemisfério Norte. O equinócio da primavera é às 22:45 (hora de Lisboa). A estação prolonga-se por 92,75 dias, até ao próximo solstício, de verão, que ocorre a 21 de junho, às 17:38.

O eclipse pode ser observado através de telescópios protegidos com filtros nos observatórios astronómicos de Lisboa, Coimbra e de Santana (Açores), nos planetários de Lisboa e Porto e nos centros Ciência Viva de Constância e Aveiro, entre outros sítios.

O fenómeno, que se repete a cada período de aproximadamente 18 anos e 11 dias, não deve ser observado diretamente sem filtros solares oculares devido ao risco de lesões irreversíveis nos olhos, como a cegueira.  

Lusa
  • As suas fotos e vídeos do eclipse

    Eclipse solar

    Esta sexta-feira de manhã vai ser visível no país um eclipse parcial do sol. A SIC convida-o a partilhar as suas fotos e vídeos do momento, através do email eureporter@sic.pt - mas ATENÇÃO: não se esqueça dos cuidados a ter na observação do fenómeno. E deixamos também algumas dicas de como fotografar o eclipse, sobretudo num telemóvel. Saiba mais abaixo, nos relacionados.

  • Como fotografar o eclipse solar com smartphone

    Eclipse solar

    As câmaras fotográficas associadas à maioria dos smartphones permitem captar imagens com muita qualidade. O iPhone 6, Samsung Galaxy S5, Sony Xperia Z3 e HTC One M8 são exemplos de aparelhos que possibilitam a obtenção de excelentes fotos, mas os eclipses solares são particularmente difíceis de fotografar. Aqui ficam algumas dicas de como aproveitar ao máximo esta sexta-feira a câmara do smartphone, desde que as nuvens não impeçam a observação do fenómeno.

  • Cuidados a ter com eclipse solar
    2:39

    Eclipse solar

    A Sociedade Portuguesa de Oftalmologia alerta para os riscos que representa a observação do eclipse solar, esta sexta-feira, entre as 8 e as 10 da manhã. Há cuidados que devem ser respeitados e as crianças constituem o maior grupo de risco.

  • Turistas acorrem aos locais do mundo onde hoje ocorre um eclipse total do Sol
    2:36

    Eclipse solar

    Um eclipse total do Sol vai ocorrer hoje no extremo norte do Oceano Atlântico, nas ilhas Faroé (Dinamarca) e Svalbard (Noruega) e na região Ártica, indica o Observatório Astronómico de Lisboa (OAL) na sua página na Internet. Em Portugal, como noutras zonas do mundo, será um eclipse parcial, isto é, o Sol estará apenas em parte coberto pela Lua. O eclipse está a originar um grande entusiasmo em vários países, sobretudo nos locais onde a visibilidade do fenómeno vai ser total.

  • Observar o eclipse solar sem proteção pode causar cegueira

    Eclipse solar

    O eclipse solar não traz riscos para a saúde, mas desperta curiosidade e a observação do Sol, sem a proteção adequada, pode trazer danos irreversíveis para a visão. Olhar para o Sol directamente e sem proteção é sempre perigoso, queima as células da retina e provoca lesões oftalmológicas graves. A observação do eclipse solar sem os devidos cuidados pode, no limite, provocar cegueira.

  • Cuidados a ter na observação do eclipse solar

    Eclipse solar

    O eclipse solar que vai ocorrer esta sexta-feira exige para a sua observação uma série de cuidados. Estes procedimentos de segurança são fundamentais para evitar qualquer dano ao nível da visão. A observação direta pode causar cegueira instantânea ou gradual, alerta o Observatório Astronómico de Lisboa (OAL).

  • Eurogrupo dá luz verde ao Orçamento do Estado
    0:29

    Orçamento do Estado 2017

    O Orçamento português passou no Eurogrupo mas os ministros das Finanças alertam que podem ser precisas mais medidas para cumprir as metas e em março vão voltar a olhar para as contas. Para já, estão satisfeitos com o compromisso assumido por Mário Centeno e mais sete ministros da zona euro, cujos Orçamentos estão em risco de incumprimento.

  • Youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Reportagem da SIC "Renegados"
    1:27

    Grande Reportagem SIC

    O youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Grande Reportagem SIC "Renegados".Desde ontem já teve 67 mil visualizações no Facebook. Imagine que ia renovar o cartão de cidadão e diziam-lhe que afinal não é português? Mesmo tendo nascido, crescido, estudado e trabalhado sempre em Portugal? Foi o que aconteceu a inúmeras pessoas que nasceram depois de 1981, quando a lei da nacionalidade foi alterada.«Renegados» é como se sentem estes filhos de uma pátria que os excluiu. Para ver, esta quarta-feira, no Jornal da Noite da SIC.

  • "A nossa guerra não deixou heróis, só vilões e vítimas"
    5:26

    Mundo

    Luaty Beirão é o rosto mais visível de um movimento de contestação ao regime angolano que começou em 2011, ano da Primavera árabe. Mas a par dos 15+2, mediatizados num processo que os condenou por lerem um livro, outros activistas arriscam diariamente a liberdade. A SIC esteve em Luanda e falou com o advogado Adolfo Campos e com os músicos Carbono Casimiro, Mona Dya Kidi e David Salei. Já todos estiveram presos. Já todos foram vítimas de violência policial. Defendem que "a geração anterior comprometeu o país" e acreditam que só a mudança política pode trazer um futuro melhor. Para estes jovens activistas, a guerra que arrasou o país, e com que o regime justifica tudo, não deixou heróis, apenas "vilões e vítimas".

  • O que aconteceu à menina síria que relatava a guerra no Twitter?
    1:59